O IMPACTO ECONÔMICO REAL DA MUDANÇA DEMOGRÁFICA ESPERADA NO BRASIL

Thais de Oliveira Barbosa Mothé

Resumo


Este artigo busca mensurar o impacto do envelhecimento populacional visto pelo lado real da economia, mostrando como tal fenômeno afetaria a esfera produtiva devido a menor disponibilidade do fator trabalho. Análises baseadas em razões de dependência possuem limitações por basicamente relacionarem quantitativos estimados de idosos e população total, mesmo não sendo toda a população adulta ocupada nem todos os idosos não-ocupados. Além disso, a depender do comportamento do produto médio por trabalhador uma maior razão de dependência não necessariamente significa maior "peso" para a população ocupada. Neste trabalho buscou-se isolar o componente demográfico para simular qual seria o comportamento compensatório mínimo necessário das variáveis não demográficas em questão - taxa de participação, taxa de ocupação e produto médio por trabalhador. Os resultados mostraram que a magnitude do impacto exclusivamente demográfico é tal que o desempenho necessário das outras variáveis citadas para compensá-lo é totalmente plausível, não havendo razão para "fatalismo demográfico".


Palavras-chave: Envelhecimento populacional. Força de trabalho. Disponibilidade do fator trabalho.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Este periódico está indexado nas bases: