Produção e qualidade de cultivares de melão em Savana de Boa Vista, Roraima

Ignácio Lund Gabriel da Silva Carmo, Rosinaldo de Sousa Ferreira, José Thyago Aires Souza, Lucimara Ferreira de Figueredo, Roberto Dantas de Medeiros

Resumo


A escolha de uma cultivar adaptada às condições edafoclimaticas de determinada região é a base para se alcançar boas produtividades e rendimento econômico. Objetivou-se com este trabalho avaliar a características produtivas e de qualidade de cultivares de melão em Savana de Boa Vista, Roraima. O experimento foi realizado em condições de campo na sede da Embrapa Roraima em Boa Vista, estado de Roraima, Brasil. Os tratamentos referem-se ao cultivo de cinco cultivares de melão: T1 – Valenciano Amarelo, T2 – Pele de Sapo Juazeiro, T3 – Cantaloupe Harper, T4 – Ashira Amarelo e T5 – Gália Néctar, com seis repetições. As parcelas constituíram-se de uma fileira de plantas com 6 m de comprimento, espaçadas 3,5 m entre linhas e 0,5 m entre plantas. Para avaliação da adaptabilidade das diferentes cultivares de melão foram analisadas as seguintes variáveis: número de frutos ha-1, massa média total (kg fruto-1), além da produtividade kg ha-1. Posteriormente, foram selecionados cinco frutos comerciais por parcela para avaliação da qualidade quanto ao teor de sólidos solúveis por refratometria (°Brix) e o pH. A cultivar Gália Néctar e Pele de Sapo Juazeiro apresentaram maior número de frutos e massa média de fruto, respectivamente. O meloeiro Cantalupe Harper obteve maior produtividade e qualidade dos frutos. As cultivares estudadas apresentaram diferenças em relação aos componentes de produção e qualidade sob as condições edafoclimáticas de Savana Boa Vista-RR.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.25066/agrotec.v38i2.28212

Revista Agropecuária Técnica
ISSN impresso 0100-7467
ISSN online 2525-8990


Este periódico está indexado em:




Índice h (Google Scholar)=10


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional