Resposta do feijoeiro a lâminas de água aplicada em relação à evapotranspiração da cultura

Dayane Mércia Ribeiro Silva, Jania Claudia Camilo dos Santos, Renato Nunes Costa, Alex Oliveira Rocha, Ana Nathaly da Silva Lima, Saymon Acchile Santos, Lennon Kledson dos Santos Silva

Resumo


No Brasil, o feijão é um dos principais alimentos básicos da população devido elevado potencial energético, destacando-se tanto na produção para subsistência quanto para a agricultura empresarial, por ser uma cultura sensível ao déficit ou excesso de água no solo. Objetivou-se avaliar diferentes lâminas de água aplicada à cultura do feijoeiro em relação à evapotranspiração da cultura. O experimento foi conduzido em área pertencente à Universidade Federal de Alagoas/Campus Arapiraca, em condições de campo, durante o período de Agosto a Novembro de 2016, utilizando a cultivar carioca, com densidade de plantas de 240 mil por hectare. Foram analisadas as lâminas de água de acordo com a evapotranspiração da cultura, em cinco níveis de água (25, 50, 75, 100, 125%). Foram avaliadas área foliar, diâmetro do caule, comprimento do caule, número de vagens por planta, comprimento da vagem e largura da vagem. Os dados foram submetidos a análises de variância e regressão, utilizando o teste F (p ≤ 0,05) para verificar a significância. A partir da análise de variância constatou-se diferença significativa entre os tratamentos em todas as variáveis analisadas. Constatou-se que os níveis de irrigação inferiores a 100% da evapotranspiração da cultura afetaram negativamente as variáveis analisadas, inibindo o crescimento, com maior intensidade na área foliar e no número de vagem.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.25066/agrotec.v38i2.33362

Revista Agropecuária Técnica
ISSN impresso 0100-7467
ISSN online 2525-8990


Este periódico está indexado em:




Índice h (Google Scholar)=10


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional