Imagens reconstruídas: análise do documentário A imagem que falta (2013) de Rithy Pahn

Rubens da Cunha, Emaxsuel Roger Rodrigues

Resumo


Com base nos preceitos de análise fílmica e a partir análise do filme A imagem que falta (2013), do diretor cambojano Rithy Pahn, o presente artigo apresenta discussões acerca de como o autor se utilizou da linguagem de animação para reconstruir seu passado e, nessa reconstrução, apresentar ao mundo relatos, memórias, testemunhos de indivíduos que o acompanharam no período de ascensão do regime totalitarista do Khmer Vermelho, entre os anos de 1975 e 1979, no Camboja. Como forma de organizar nossa análise, a dividimos em três partes. A primeira parte irá versar sobre o texto verbal que acompanha a narrativa; a segunda, sobre as imagens e fotografias de arquivo que o diretor utilizou; na terceira parte analisaremos como a linguagem de animação foi utilizada no documentário.

Palavras-chave: Documentário de animação. Análise fílmica. Rithy Pahn.

Texto completo:

PDF


UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA / CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS, LETRAS E ARTES - PPGC/UFPB