As sementes geneticamente modificadas e o direito ao desenvolvimento

Milena Barbosa Melo

Resumo


O presente artigo apresenta como objeto de investigação a ligação entre os direitos da propriedade intelectual no contexto dos organismos geneticamente modificados (OGM´S). Objetivou-se, especificamente, responder inquietações acerca dos danos reais para os consumidores, bem como o lucro para as empresas multinacionais, sem desconsiderar, ainda, os efetivos danos ao meio ambiente e à saúde. Utilizou metodologia pautada em pesquisa bibliográfica e documental a partir do método hermenêutico fazendo uso da interpretação judicial-histórica. Conclui pela relevância da temática para efetivação do direito ao desenvolvimento, bem como pela urgência de uma regulamentação da biossegurança, de forma a permitir melhor sustentação aos OGM´s.


Palavras-chave


biossegurança, desenvolvimento, propriedade intelectual

Texto completo:

PDF

Referências


AFORI, Orit Fischman. Human Rights and Copyright: The Introduction of Natural Law Considerations into American Copyright Law. In: Fordham Intellectual Property, Media and Entertainment Law Journal. Volume 14, Issue 2 2004 Article 4 Volume XIV Book 2. Página 524.

ANDERSON-SPRECHER, Andrew; JIE, Ma. and Ma Jie. China - Peoples Republic of Agricultural Biotechnology Annual China Considering Major Revisions to Biotechnology Regulations. 2015.

ARAUCARIA, Márcia Rodrigues. Biotecnologia moderna e desenvolvimento humano sustentável: uma composição possível. In: Revista Iberoamericana de Filosofía, Política y Humanidades, año 17, nº 33

FUCK, Marcos Paulo; BONACELLI, Maria Beatriz. Revista CTS, nº 12, vol. 4, Abril de 2009.

GANDELMAN, Henrique. De Gutenberg à Internet: direitos autorais na era digital. 4. ed., ampl. e atual. Rio de Janeiro: Record, 2001.

HUGENHOLTZ, P. Bernt; Martin R.F. Senftlebe. Fair use in europe. In search of flexibilities. VU Centre for Law and Governance. Novembro de 2011.

MELO, Milena Barbosa de Melo; MIRANDA, LauraCosta; SILVA, Jordanny Barbosa. Socialização de obras: uma sáida para o conflito entre direitos autorais e direto à informação e cultura. In: Constituição, Economia e Desenvolvimento: Revista da Academia Brasileira de Direito Constitucional. Curitiba, 2011, n. 4, Jan-Jun.

MAGALHÃES, Vladimir Garcia. Propriedade intelectual: biotecnologia e biodiversidade. São Paulo: Editora Fiuza, 2011.

MINAHIM, Maria Auxiliadora. Direito Penal e biotecnologia. São Paulo: Editora Revista dos Tribunais: 2005.

MING, Hu; JIAO, Feng. Legal Protection of China's Biotechnology Patents. In: Biotechnology law report. June2014. Vol 33. N.3; 103-107

MOLINA, J. Carlos Fernandez; PEIS, Eduardo. The Moral Rights of Authors in the Age of Digital Information.

MORICONI, Patrícia Rossi; TONIETTI, Paloma de Oliveira; MORENO, Luisa Zanolli; Matté, Glavur Rogério. Regulação de organismos geneticamente modificados de uso agrícola no brasil e sua relação com os modelos normativos europeu e estadunidense. R. Dir. sanit., São Paulo, v. 14, n. 3, p. 112-131, nov. 2013/ fev. 2014.

PARIS. Convenio de París para la Protección de la Propiedad Industrial. Disponível em: . Acesso em 06 de setembro de 2016.

PRAY, Carl E.; BENGALI, Prajakta. The cost of biosafety regulations: the Indian experience. In: Quarterly Journal of International Agriculture 44 (2005), No. 3.

RAMALHO, Ana. The competence of the European Union in Copyright Lawmaking: a normative perspective of EU powers for copyrights harmonization. Springer.2016.

RAPPERT, Brian; GOULD, Chandré. Biosecurity Origins, Transformations and Practices. Palgrave Macmillan. New York 2009.

RIBEIRO, Isabelle Geoffroy; MARIN, Victor Augustus. A falta de informação sobre os Organismos Geneticamente Modificados no Brasil. In: Ciência e Saúde Coletiva. 17(2) 359-368.2012.

ROCHA, Cármen Lúcia Antunes. O direito a vida digna. Belo Horizonte: Fórum, 2004.

RODRIGUES, Maria Rafaela Junqueira Bruno. Biodireito: alimentos transgênicos. 1. ed. São Paulo: Lemos e Cruz, 2002.

RODRIGUES, Edson Beas. The general exception clauses of the TRIPS agrément promoting sustainable development. Cambridge University Press. 2012.

SACHS, Jeffrey. The age of sustainable development. Columbia University Press. New York. 2015.Página 45.

(UN General Assembly. Future We Want - Outcome document .Resolution 66/197 of 22 December 2011. para. 4)

SITDIKOVA, Lubov Borisovna; SHILOVSKAYA, Anna Leonidovna; Volkova, Maria Alexandrovna, Lenkovskaya, Renata Romanovna; Natalya Alexandrovna Stepanova. Legal Regulation and Copyright Protection in Internet in Russia and Abroad. In: Mediterranean Journal of Social Sciences . Vol. 6. Número 6. Novembro de 2015.

PALANISSAMY, Ayyappan. The Future of Copyright in India – A Special reference to software piracy, its challenges and proposal for reform. International Conference on Software and Computer Applications IPCSIT vol.9 (2011) © (2011) IACSIT Press, Singapore

WEI, Xinjie; LIN, Wanlong; HENNESSY, David A. Biosecurity and Disease Management in China’s Animal Agriculture Sector. Working paper 13-WP 542. October 2013. Center for Agricultural and Rural Development Iowa State University.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Milena Barbosa Melo

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


Indexadores e Diretórios: