ENCENAÇÃO COMO OBRA AUTÔNOMA: três olhares sobre Os Lusíadas

Gerson Praxedes Silva

Resumo


O artigo investiga três encenações brasileiras que possuem como ponto de partida comum a obra Os Lusíadas, de Luís de Camões. Essas montagens ocorreram em São Paulo, Brasil. A relevância para os estudos da Encenação reside nas distintas concepções artísticas da mesma obra, em diferentes circunstâncias históricas e políticas; e nos processos coletivos inerentes às poéticas teatrais, no intuito de apontar a encenação teatral como obra de arte autônoma.

Texto completo:

PDF


ISSN Eletrônico: 2177-8841