PRESENÇA AUDITIVA E ESCUTA EM PRESENÇA: POR UMA POÉTICA SONORA DO TEATRO

Marcus Borja

Resumo


Até que ponto o teatro é necessariamente dependente da visão? Pode-se abordar a criação cênica a partir de sua dimensão sonora? São as questões levantadas no laboratório de pesquisa teatral Poétiques de la voix et espaces sonores desde outubro de 2014. Théâtre, espetáculo sonoro coral para cinquenta intérpretes em trinta e sete línguas é o primeiro resultado desta pesquisa. Trata-se aqui de questionar as possibilidades de construção do evento cênico – tanto na dramaturgia quanto na organização dos movimentos da cena – a partir de materiais sonoros, sobretudo vocais. Compor, através da escuta, um tecido de sentidos múltiplos e moventes no presente partilhado da cena.

Texto completo:

PDF


ISSN Eletrônico: 2177-8841