PARTICIPAÇÃO DO PROJETO DE EXTENSÃO SABUCOMU NA FORMAÇÃO DE GRADUANDOS DA ÁREA DA SAÚDE

Mariana Leonel MARTINS, Panmella Pereira MACIEL, Wilton Wilney Nascimento PADILHA

Resumo


Objetivo: Construir um perfil quantitativo da participação dos extensionistas e avaliar o impacto do SaBuComu na formação em saúde com ênfase nas percepções sobre humanização, cidadania, habilidades de organização e protagonismo estudantil. Metodologia: Utilizou-se uma abordagem indutiva, com procedimento histórico e técnica documental por meio de diários de campo e de questionário com perguntas abertas. Resultados: Observou-se nos diários de campo (n=45) que as frequências dos registros e o número de atividades registradas variaram, respectivamente, de 25-108 e de 21-99 por extensionista, predominando os relatos de reuniões (22,0). As atividades registradas com maior frequência foram: campanhas de vacinação contra hepatite B (13,0%), desenhos e pinturas (9,0%) e corte e colagem (7,7%). Os tipos de participação mais observados foram: interação com crianças (19,3%), explicação sobre o tema abordado na atividade (16,8%) e divulgação da campanha de vacinação contra hepatite B (10,7%). Os problemas abordados mais frequentemente foram: problemas de saúde (9,5%), descontrole das crianças (9,1%) e briga entre crianças (7,0%). Entre os 273 problemas registrados, 48,7% não apresentou registro de solução. A partir dos questionários (n=6), verificou-se que o projeto contribui para ampliar o conceito de saúde, formar profissionais mais humanizados, incentivar a participação em pesquisas científicas e desenvolver a autonomia estudantil. Conclusão: Houve variação no número de registros por extensionista, assim como uma diversidade dos tipos de atividades e de participação nas mesmas, além da pluralidade dos problemas encontrados. O projeto contribui na formação em saúde, modificando a percepção de conceitos e realidades por meio de vivências. Há o incentivo à pesquisa científica, entretanto alguns extensionistas relataram dificuldades em desenvolver a autonomia no projeto.

DESCRITORES
Educação em Saúde. Relações Comunidade-Instituição. Saúde Pública.

Texto completo:

PDF