Avaliação do perfil dos trabalhos da Mostra de Iniciação Científica em Odontologia (MICO) no período de 2004 a 2008

Raquel Venâncio Fernandes Dantas, Ana Maria Gondim Valença, Hugo Ramalho Sarmento, Adílis Kalina Félix de Alexandria, Arthur Marinho Lira, Bianca Marques Santiago

Resumo


Introdução: A Mostra de Iniciação Científica em Odontologia (MICO) é um evento destinado aos estudantes no intuito de produzir e obter conhecimento sobre a pesquisa científica.
Objetivo: O presente estudo se propôs a avaliar o perfil dos trabalhos apresentados na MICO no período de 2004 a 2008, da 5º à 12º edição do evento.
Metodologia: Utilizou-se uma abordagem indutiva com procedimento comparativo-estatístico por meio de técnica de documentação indireta. Os dados foram obtidos pela consulta à Revista de Iniciação Científica em Odontologia (RevICO) e distribuídos em categorias pré-definidas, a saber: tipo de apresentação (fórum ou painel), tipo de metodologia (revisão da literatura, relato de caso, pesquisa experimental ou pesquisa bibliográfica), área de conhecimento, levando em consideração as disciplinas oferecidas no curso de odontologia da UFPB. Os dados foram analisados descritivamente.
Resultados: O número de trabalhos apresentados nas mostras dos últimos cinco anos foi 115, sendo 76,5% (n=88) na categoria fórum científico e 23,5% (n=27) na forma de painel, estes presentes a partir da 10º MICO. O número de apresentações por evento, da 5º à 12º Mostra, foi respectivamente: 9, 14, 12, 14, 11, 14, 14 e 27. Os trabalhos foram distribuídos em 16 áreas, sendo as mais freqüentes Microbiologia e Saúde Coletiva com 19,1% (n=22) e 12,2% (n=14), respectivamente. Quanto ao tipo de metodologia, a pesquisa experimental foi a mais observada, correspondendo a 63,5% (n=73) trabalhos, seguido da pesquisa bibliográfica 15,6% (n=18), relato de caso 14,8% (n=17) e revisão de literatura 6,1% (n=7). Dentre as pesquisas experimentais, 52,1% (n=38) foram realizadas in vivo e 47,9% (n=35) in vitro. Conclusão: Os resultados encontrados demonstram uma predileção por trabalhos realizados a partir de pesquisa experimental, constatando-se um aumento do número de trabalhos apresentados no último evento.

Texto completo:

PDF