1.
Torres M. “Não era dor / o que sentia / era abismo”: cartografias de um eu em A vida invisível de Eurídice Gusmão, de Martha Batalha. Revista Ártemis [Internet]. 17º de julho de 2020 [citado 5º de dezembro de 2020];29(1):46-1. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/index.php/artemis/article/view/53999