Protestantismo, xamanismo e cosmologia terena: a missão indígena UNIEDAS e as igrejas pentecostais em Mato Grosso do Sul-Brasil

  • Rosalvo Ivarra Ortiz UFGD
  • Noêmia dos Santos Pereira Moura
Palavras-chave: Protestantismo, Terena, Ressignificação.

Resumo

No presente artigo apresentamos os protestantismos histórico, pentecostal e suas implicações no campo religioso de Mato Grosso do Sul (1970-2010). Dessa forma, destacamos a apropriação do protestantismo norte-americano pelos Terena, povos indígenas pertencentes ao Tronco Linguístico Aruak, que criaram a Missão Indígena UNIEDAS no ano de 1972 e a concorrência estabelecida pela instalação das novas igrejas protestantes pentecostais e indígenas. Dessa forma, nossa pesquisa busca ampliar o olhar sobre a religiosidade/cosmologia/tradição Terena buscando compreender a pluralidade religiosa cristã nas aldeias Bananal e Ipegue e suas relações com o xamanismo. Portanto, quando voltamos à UNIEDAS, ora enquanto Missão, ora enquanto Igreja, é para evidenciar o papel da instituição na conformação do campo religioso cristão Terena. Portanto, para a elaboração desta pesquisa recorremos as seguintes epistemologias: História, Historiografia, Antropologia e Teologia.
Publicado
2019-07-30
Seção
Artigos: Temática Livre