O cadastro no sistema e posterior acesso, por meio de login e senha, são obrigatórios para a submissão de trabalhos, bem como para acompanhar o processo editorial em curso. Acesso em uma conta existente ou Registrar uma nova conta.

Condições para submissão

Como parte do processo de submissão, os autores são obrigados a verificar a conformidade da submissão em relação a todos os itens listados a seguir. As submissões que não estiverem de acordo com as normas serão devolvidas aos autores.
  • A contribuição é original e inédita, e não está sendo avaliada para publicação por outra revista; caso contrário, justificar em "Comentários ao Editor".
  • Os arquivos para submissão estão em formato Microsoft Word (desde que não ultrapasse os 10MB)
  • Todos os endereços de páginas na Internet (URLs), incluídas no texto (Ex.: http://www.ibict.br) estão ativos e prontos para clicar.
  • O texto está seguindo o modelo proposto pela Revista Gênero e Direito.
  • O texto segue os padrões de estilo e requisitos bibliográficos pela Revista
  • A identificação de autoria deste trabalho foi removida do arquivo e da opção Propriedades no Word, garantindo desta forma o critério de sigilo da revista, caso submetido para avaliação por pares (ex.: artigos), conforme instruções disponíveis em Asegurando a Avaliação por Pares Cega.
  • O título do artigo encontra-se em CAIXA ALTA (Capas Lock).
  • O nome cadastrado no portal encontra-se completo e não está em CAIXA ALTA (Caps Lock)
  • Pagamento da taxa de submissão e envio do comprovante para o email revistageneroedireito@gmail.com

Diretrizes para Autores

New Document

Os trabalhos originais devem ser submetidos mediante cadastro no site do periódico disponível em: http://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/ged.

Os autores que fizerem uso de figuras, tabelas e quadros devem enviar também para o e-mail revistageneroedireito@gmail.com.

Ao se enviar o e-mail deve-se colocar em seu assunto o título “SUBMISSÃO PARA O NÚMERO TAL”, no corpo da mensagem o nome do título do trabalho submetido e em anexo o material que será enviado.

As normas para publicação dos trabalhos são:

1. Os textos deverão ser apresentados com letra Times New Roman, tamanho 12, com espaços de 1,5cm entre parágrafos, entre linhas o espaçamento deverá ser de 1,5 cm , o título deverá ter o tamanho de 14, em negrito e centralizado.

2. As citações de autores/as estrangeiros/as poderão ser apresentadas na língua original. No caso de serem apresentadas traduções da responsabilidade da/o autor/a do artigo, a citação original deverá ser inserida em nota de rodapé. 3. As citações pouco extensas (2-3 linhas) devem ser incorporadas no texto, entre aspas, com a respectiva referência.

4. As citações mais longas (4 linhas ou mais) serão recolhidas, ficando impressas em corpo inferior ao do texto, sem aspas, com espaçamento de 4 cm alinhado à esquerda e tamanho da letra em 10.

5. A epígrafe, se a houver, deve ser de extensão reduzida.

6. As interpolações serão identificadas por meio de parênteses retos [ ].

7. As omissões serão assinaladas por reticências dentro de parênteses retos [...].

8. As notas deverão vir como nota de rodapé, com a numeração seguida.

9. O algarismo que remete para a nota deverá ser colocado no espaço superior ao da linha respetiva, depois do sinal de pontuação. Exemplo: “como facilmente pode ser comprovado.3”

10. Nas remissões de uma para outras páginas do artigo, usar-se-ão as expressões latinas consagradas (cf. supra, cf. infra), que virão sempre em itálico e por extenso.

11. O Resumo deve conter no máximo de 300 palavras, incluindo objetivos e metodologias do trabalho. O Resumo deve ser apresentado também em Inglês ou Espanhol (seguindo a mesma formatação). Exige-se a indicação de três palavras-chave (mínimo de 3 e máximo de 5) em português separadas por ponto.

12. As referências bibliograficas devem seguir as seguintes normas:

a) As referências bibliográficas serão sempre feitas no corpo do texto, na forma abreviada da indicação, entre parênteses curvos, do último apelido do autor, data de publicação e, se for caso disso, número de página (a seguir a dois pontos). Se se tratar de uma citação indireta, essas indicações serão precedidas da palavra apud. Exemplos:

Um só autor: (Sá, 1991: 7 ss.).

Dois autores: (Sampaio e Gameiro, 1985).

Três ou mais autores: (Silva et al., 1989).

Citação indireta: (apud Ferreira, 1992: 217).

b) Será incluída no final, com o título “Referências bibliográficas”, a lista completa, por ordem alfabética de apelidos de autores, das obras que tenham sido referidas ao longo do texto (e apenas destas).

Tratando-se de dois autores, os nomes serão separados por ponto e vírgula.

Tratando-se de três ou mais autores, deve indicar-se apenas o primeiro, seguido da abreviatura et al.

O(s) nome(s) próprio(s) dos autores não devem nunca ser abreviados (ex.: Wallerstein, Immanuel, e não Wallerstein, I.).

Se se tratar de uma tradução, deve incluir-se o nome do tradutor. Para além do local de publicação, deverá sempre indicar-se também a editora.

Nas referências a artigos em revistas ou a capítulos de coletâneas deve indicar-se sempre as páginas ocupadas pelo texto citado.

As referências deverão seguir estritamente o modelo dos exemplos a seguir apresentados:

- Livros: Simões, João Gaspar (1987), Vida e obra de Fernando Pessoa. História duma geração. Lisboa: Dom Quixote.

- Coletâneas:

Santos, Boaventura de Sousa (org.) (1993), Portugal.

Um retrato singular. Porto: Edições Afrontamento.

Hespanha, Pedro (1993), “Das palavras aos actos. Para uma elegia do amor camponês à terra", in Boaventura de Sousa Santos (org.), Portugal.

Um retrato singular. Porto: Edições Afrontamento, 289-311.

- Revistas: Reis, José; Jacinto, Rui (1992), "As associações empresariais e o Estado na regulação dos sistemas produtivos locais", Revista Crítica de Ciências Sociais, 35, 53-76.

Ou, se houver lugar a indicação de volume e número: Santos, Boaventura de Sousa (1998), “The Fall of the Angelus Novus: Beyond the Modern Game of Roots and Options”, Current Sociology, 46(2), 81-118. [= volume 46, número 2]

- Se houver duas ou mais referências do/a mesmo/a autor/a e do mesmo ano, acrescentar-se-ão à data as letras a, b, etc., respeitando a ordem pela qual as referências aparecem no texto.

Exemplos: Habermas, Jürgen (1985a), Der philosophische Diskurs der Moderne. Zwölf Vorlesungen. Frankfurt am Main: Suhrkamp. Habermas, Jürgen (1985b), “A nova opacidade: a crise do Estado-Providência e o esgotamento das energias utópicas”, Revista de Comunicação e Linguagens, 2, 115-128.

- Deverá ser sempre referida a edição consultada. Poderá também indicar-se, mas apenas se for considerada relevante, a data da primeira edição. Estas indicações deverão vir no fim da referência, entre parênteses retos.

Exemplos: [5.ª ed.]; [5ª ed.; orig. 1948].

- No caso de publicações eletrónicas é necessário indicar também a data da última consulta à página e o respetivo URL, no seguinte formato:

Emily Thomson (2009), "Do Ends Justify Means? Feminist Economics Perspectives of the Business Case for Gender Equality in the UK Labour Market”, e-cadernos ces, 5, 118-133. Consultado a 02.12.2011, em http://www.ces.uc.pt/e-cadernos/media/ecadernos5/6%20-%20E_%20Thomson%2002_12.pdf.

Madeira, Paulo Miguel (2011), "Desempregados registados nos Centros de Emprego sobem em Novembro pelo quinto mês”, Jornal Público, de 14 de Dezembro. Consultado a 14.12.2011, em http://economia.publico.pt/Noticia/desempregados-registados-nos-centos-de-emprego-sobem-em-novembro-pelo-quinto-mes-1524983.

- Quando se tratar de artigos, capítulos ou livros com versão impressa e disponíveis online devem utilizar-se os mesmos modos de citação referidos acima, não esquecendo a data de consulta da página e respetivo URL.

Por exemplo: Pinfari, Marco (2011), “Time to Agree: Is Time Pressure Good for Peace Negotiations?”, Journal of Conflict Resolution, 55(5), 683-709. Versão eletrónica, consultada a 13.12.11, em http://jcr.sagepub.com/content/55/5/683.

- Ao citar informação disponível numa página eletrónica, deverão incluir-se sempre os seguintes elementos: autor/a ou entidade responsável pela página (data), “título da página”, data de consulta da página e respetivo URL.

Por exemplo: Centro de Estudos Sociais (2011), "Prémio CES para Jovens Cientistas Sociais de Língua Portuguesa". Página consultada a 14.12.2011, em http://www.ces.uc.pt/oportunidades/premioces/.

- Ao fazer referência a legislação ou normas, a referência deve identificar o diploma legal ou a norma tal como é feita a citação no texto.

Por exemplo, ao indicar no texto “De acordo com o Dec. Lei nº 201/67 de 27 de Fevereiro” deve colocar-se na bibliografia: Decreto-Lei n.º 201/67 de 27 de Fevereiro. Diário Ofical da União de 14.3.1967. Brasilia.

Contextualizando Gênero

Seção destinada para reflexões de autores convidados para escreverem debates e dialogarem sobre a temática de gênero

International Journal

Trata-se de uma publicação internacional especial de artigos oriundos de edital especifico de parceria institucional da Revista Gênero & Direito com as Universidade

Resenha

Aceita resenhas críticas sobre textos interdisciplinares sobre a temática do gênero.

Seção Livre

Seção interdisciplinar que recebem trabalhos de língua inglesa ou francesa produzidos através de pesquisas ou reflexões acadêmicas, podendo os temas abordarem ou não a temática do gênero e dos direitos humanos.

Povos tradicionais, gênero e inclusão social

Identidades étnico-raciais, discriminação, racismo, sistemas jurídicos tradicionais, políticas públicas etnico-raciais e gênero entre povos tradicionais

América Latina, União européia, gênero, feminismo

Violência de gênero, cultura latina, cultura européia, direitos sociais, políticas públicas, lutas sociais, movimento feminista, movimento LGBTTI, patriarcalismo, sexualidade, AIDS, direitos sexuais e reprodutivos.

Direitos Homoafetivos, lutas LGBTI e teoria queer

Versa sobre a efetividade e garantias de direitos homoafetivos, a evolução histórica e social das lutas LGBTI, desenvolvimento social, teoria queer, categorias sociais, desigualdade, alteridade, relações culturais, homofobia, diversidade sexual

Direitos Humanos e Políticas Públicas de Gênero

Aborda temas sobre filosofia do direito, teoria crítica dos direitos humanos, feminismo, interseccionalidade, consubstancialidade, igualdade de gênero e direitos LGBTI.

Gênero, Sexualidade e Feminismo

Trata com a discussão de gênero referente a gênero x sexo, discurso sexual, contrato sexual, identidade de gênero, existencialismo x naturalismo, filosofia social, teorias feministas e feministas do direito, diversidade sexual e efetividade de direitos sexuais.

Imigração, Emigração, gênero

Problemas sociais, zonas migratórias, tráfico de pessoas, exploração sexual, guerras, ditadura, deportação, expulsão, vulnerabilidade social e feminismo

Movimento feminista, história da dominação e gênero

Feminismo, história dos direitos de gênero, história da dominação, história dos movimentos feministas, lutas por emancipação, América Latina, discurso social e conquistas sociais

Multiculturalismo, religião, gênero

Direitos sexuais e reprodutivos, religião e filosofia, estruturas sociais, choque cultural, etnocentrismo, feminismo, direitos homoafetivos, violência de gênero, relativismo cultural e direitos humanos

Saúde, Gênero e Direito

Saúde da mulher, integridade física e sexual, saúde pública, avanços tecnológicos, mudança de sexo, intersexualidade, aborto, gravidez na adolescência, sexualidade e prevenção sexual.

Sexualidades, Subjetivações e Práticas Psi

Sexualidade, identidade social, processo de identificação, grupos sociais, práticas psi, gênero x sexo, violência de gênero e vulnerabilidade.

Ensaios

Recebe relatórios de pesquisas em andamento ou concluídas

Migração, Mobilidade & Direitos Humanos

Trata-se de uma edição especial da revista oriunda de uma parceria com @s seguintes professor@s: Dra. Catarina Sales de Oliveira vinculada ao Centro de Estudos e Pesquisa em Sociologia (CIES-IUL) e à Universidade Beira do Interior – PT e o Dr. Enzo Rossi vinculado ao Centro di Ricerche Economiche e Giuridiche da Università Di Roma Tor Vergata – IT.

Migraciones, género y derechos humanos

inmigración, emigración, violencia de género, derechos humanos, políticas públicas;

Género, trabajo y derechos humanos

trabajo esclavo, tercerización, desigualdad salarial, representación social, papeles de género, vulnerabilidad, identidad;

Género, adopciones y vulnerabilidades

fronteras, adopciones, derechos sociales, políticas públicas, género;

Pueblos Tradicionales, Género y Políticas Públicas

Identidades étnico-raciales, discriminación, racismo, sistemas jurídicos tradicionales, políticas públicas etnico-raciales y género entre pueblos tradicionales;

Cibercrimes, Género y Derechos Humanos:

crímenes virtuales, porn revenge, buylling, niño y adolescentes, educación;

Religión, género y derechos humanos

feminismo islámico, religiones afro, imagen de la mujer; cristianismo;

Política de Privacidade

New Document

Os nomes e endereços informados nesta revista serão usados exclusivamente para os serviços prestados por esta publicação, não sendo disponibilizados para outras finalidades ou à terceiros. Ao enviar a submissão do trabalho deve o autor assinar uma declaração de direitos autorais apresentada durante o trâmite de submissão do artigo com o objetivo de informar a originalidade do trabalho. Além disso, com objetivo de proteger a publicação dos trabalhos a Revista G&D informa que o(s) autor(es) ao terem seus artigos publicados devem depositá-los no formato DOC e PDF com o objetivo de garantir os direitos autorais dos trabalhos. Ademais, a publicação cientifica é protegida pela Lei nº 9.610/1998 (Lei dos Direitos Autorais) em seu art. 7º e inciso I. Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.