A crise dos bens culturais como mercadorias

  • Ronaldo Fiani

Resumo

A digitalização das informações provocou uma crise na apropriação privada dos bens culturais como mercadorias. Paralelamente, movimentos políticos vêm se organizando internacionalmente, visando ao questionamento do tratamento dos bens culturais como mercadorias privadas. A análise do sentido e do papel desses movimentos exige uma revisão do conceito de mercadoria. Para questionar o conceito de mercadoria são revistos dois autores críticos do sistema capitalista, Karl Marx e Karl Polanyi, discutindose as possíveis contribuições de cada um para a compreensão desses movimentos políticos. link para o texto completo: revista.ibict.br/liinc/index.php/liinc/article/viewFile/306/210
Publicado
2012-02-07
Seção
Resumos de artigos científicos