A Representação do ciclo vital dos documentos: uma discussão sob a ótica da gestão de documentos

  • Nilcéia Lage Medeiros
  • Cléia Gomes Amaral

Resumo

Este artigo tem por objetivo suscitar, sob a ótica da gestão de documentos, questionamentos acerca das concepções que fundamentam as diferentes fases que constituem o ciclo vital dos documentos e a teoria das três idades. Assim, são apresentadas as representações das três fases do arquivamento por que passam os documentos (corrente, intermediária e permanente) e a do ciclo vital de documentos proposta por James Rhoads (1989) (nascimento, vida ativa/ produtiva, morte ou destruição, e reencarnação). Por último, questiona-se o papel do ciclo de vital dos documentos em um processo de gestão de documentos, considerando que os critérios de avaliação documental levam à representação da ideia de ciclo vital do documento (gestação, nascimento, vida administrativa ativa/produtiva, e destinação final), e essa, por sua vez, leva à determinação do trânsito dos documentos entre arquivos, propiciando a intervenção nas fases de vida, e sustentando, por fim, a aplicação da teoria das três idades. link para o texto completo: http://seer.ufrgs.br/EmQuestao/article/view/15108/10436
Publicado
2012-02-09
Seção
Resumos de artigos científicos