A relação deficiente visual e biblioteca universitária: a experiência do Centro de Atendimento ao Deficiente Visual – CADV da Universidade Federal de Minas Gerais

  • Hugo Oliveira Pinto e Silva
  • Josué Sales Barbosa

Resumo

O acesso à informação é fundamental para que as pessoas portadoras de necessidades especiais, em particular, o deficiente visual, se insiram na sociedade da informação. Durante séculos de descobertas, alternativas tecnológicas foram criadas para que essa inserção ocorresse, desde a invenção da escrita em Braille, passando pelo texto falado chegando às tecnologias assistivas. As instituições de ensino superior também têm o papel de incluir os portadores de deficiência visual, transformando-os em pesquisadores ativos, por meio do processo de pesquisa, ensino e extensão. Analisa-se a relação entre evolução tecnológica e a inclusão do deficiente visual, no contexto do acesso à informação em bibliotecas universitárias em especial ao Centro de Atendimento ao Deficiente Visual – CADV – localizado na Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas – FAFICH - da Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG, por meio de uma análise documentária e revisão de literatura visando compreender a inclusão do portador de deficiência visual na sociedade da informação.

 

Palavras-chave: Deficientes visuais. Acessibilidade. Bibliotecas Universitárias. Tecnologias Assistivas. Braille.

 

Link para o texto completo (PDF)
http://portaldeperiodicos.eci.ufmg.br/index.php/moci/article/view/1222/826

Publicado
2012-08-13
Seção
Resumos de artigos científicos