Formação e competências do bacharel em biblioteconomia da UDESC: análise seguindo a classificação brasileira de ocupações

  • Elaine de Oliveira Lucas
  • Aline Andrade Ouriques

Resumo

Introdução: A dominação tecnológica, de certa forma, atingiu todas as áreas do conhecimento, sendo que a área da Biblioteconomia, que trata primariamente com a informação, foi afetada de tal modo que surgiram alterações nos paradigmas da profissão. Objetivo: Verificar se o curso de Biblioteconomia da Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC) atende às exigências do mercado de trabalho quanto à formação e às competências do bacharel em Biblioteconomia, seguindo a Classificação Brasileira de Ocupações (CBO). Metodologia: Trata-se de uma pesquisa documental, que abrange fontes bibliográficas e documentais, sendo que foi analisado o currículo vigente implantado em 2008 do curso de Biblioteconomia da UDESC. Resultados: As oito fases do curso de Biblioteconomia da UDESC atendem às atividades que a CBO classifica para o bibliotecário. O único critério presente em todas as fases é a competência pessoal. Além disso, as atividades que mais predominam no curso de Biblioteconomia da UDESC são: disponibilizar informações a qualquer suporte; gerenciar unidades, redes e sistemas de informação; e desenvolver estudos e pesquisas. Conclusões: As conclusões finais revelam que o curso analisado atende às exigências do mercado de trabalho quanto à formação e às competências do bacharel em Biblioteconomia. Palavras-chave: Curso de Biblioteconomia. Atividades do bibliotecário. Classificação Brasileira de Ocupações (CBO). Link para o texto completo (PDF) http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/informacao/article/view/8317/10592
Publicado
2012-08-08
Seção
Resumos de artigos científicos