A Ciência da Informação como objeto: epistemologias como lugares de encontro

  • Rodrigo Rabello IBICT

Resumo

A Ciência da Informação (CI) conta com um lugar investigativo singular onde se opera a interdisciplinaridade como dispositivo para o estudo dos fenômenos relacionados ao seu difuso objeto – a informação. A esse fecundo cenário também se atribui uma das causas originárias de uma “crise de identidade” refletida nas démarches de validação, em termos epistêmicos, de sua disciplinaridade. Com vistas a apresentar os espaços onde são produzidos tais esforços teóricos, objetivou-se: a) apresentar perspectivas de análise, ou lugares de observação, de onde são produzidas narrativas no campo da CI; b) trazer um quadro teórico contendo explanações e/ou controvérsias teóricas que ilustram a busca pela construção disciplinar da CI. Para tanto, utilizou-se como categorias de análise as epistemologias específica, particular e global, de Hilton Japiassu, as quais ajudaram a identificar a posição do sujeito, epistemólogo, frente ao objeto estudado, no caso, a CI. Observou-se que as narrativas produzidas no campo têm sido direcionadas em espaços epistemológicos bem definidos, embora, por vezes, tenham tido uma trajetória transversal em sítios intermediários, proporcionando profícuos lugares de encontro epistemológicos. Palavras-chave: Epistemologia. Produção de narrativas. Ciência da Informação. Link para o texto completo (PDF) http://portaldeperiodicos.eci.ufmg.br/index.php/pci/article/view/1107/1012

Biografia do Autor

Rodrigo Rabello, IBICT
Doutor em Ciência da Informação pela Universidade Estadual Paulista (Unesp). Estagiário de pós-doutorado no Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (Ibict).
Publicado
2013-04-23
Seção
Resumos de artigos científicos