Mediação da informação e estudos de usuários: interrelações

  • Adriana Bogliolo Sirihal Duarte Universidade Federal de Minas Gerais

Resumo

A partir da experiência na condução da disciplina Usuários da Informação e de ações de extensão e de pesquisa desenvolvidas junto a usuários de uma biblioteca itinerante, objetiva-se a reflexão sobre o relacionamento entre os estudos sistemáticos de usuários da informação e o papel de mediação informacional. A fundamentação teórica baseia-se em definições de estudos de usuários correntes na literatura da Ciência da Informação bem como em autores que discutem o conceito de mediação. Descrevem-se, sucintamente, pesquisas (estudos de usuário) realizadas em situações que privilegiam a função de mediação. Três estudos de usuários são mencionados: dois estudos qualitativos, em que entrevistas foram utilizadas como método de coleta de dados, para propiciar o desenvolvimento de ações de mediação; e um estudo quantitativo, que visou avaliar os resultados obtidos por uma ação de mediação já implementada. Conclui-se que a mediação pode ser facilitada pela prática de se realizar sistematicamente estudos de usuários bem como pela adoção de alguns métodos e técnicas dos estudos de usuários no cotidiano do trabalho do mediador. E ainda que, embora o trabalho do mediador esteja mudando devido à mudança de suporte da informação (informação em suporte eletrônico), sua função de mediação permanece cada vez mais necessária e deve ser cada vez mais privilegiada na formação do profissional. Palavras-chave: Mediação. Estudos de Usuários. Comportamento Informacional. Link para o text ocompleto (PDF) http://revistas.ffclrp.usp.br/incid/article/view/94/pdf

Biografia do Autor

Adriana Bogliolo Sirihal Duarte, Universidade Federal de Minas Gerais
Doutora em Ciência da Informação pela Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG. Professora adjunta da Escola de Ciência da Informação da UFMG
Publicado
2013-04-24
Seção
Resumos de artigos científicos