O processo de Gestão do Conhecimento em comunidades virtuais de aprendizagem

  • Marcelo Pupim Gozzi Universidade de São Paulo.

Resumo

O avanço do uso das redes de computadores, em especial a Internet, associado às facilidades trazidas pelas tecnologias de informação e comunicação, tem favorecido a expansão das interações entre pessoas dispersas geograficamente. Profissionais e estudantes têm aproveitado essas oportunidades de comunicação para o seu desenvolvimento pessoal e profissional, por meio da aprendizagem e conseqüente construção do conhecimento em rede, por meio da formação de comunidades virtuais. Nesse sentido, este artigo vem discutir os aspectos destas comunidades virtuais de aprendizagem que favorecem o processo de gestão do conhecimento. Por meio de pesquisas bibliográficas, tornou-se possível considerar que existe a possibilidade de desencadear um ciclo de gestão do conhecimento em comunidades virtuais orientadas para a aprendizagem, quando as pessoas que a compõe tenham interesses comuns, sentem-se a ela pertinentes e estejam dispostos a aprender, por meio da construção do conhecimento. Torna-se interessante, portanto, utilizar as comunidades virtuais de aprendizagem quando objetiva-se favorecer a construção de conhecimento de forma organizada e gerenciada. Palavras-chave: Gestão do Conhecimento. Comunidades. Aprendizagem. Mediação. Tecnologia. Link para o texto completo (PDF) http://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/pgc/article/view/13391/8471

Biografia do Autor

Marcelo Pupim Gozzi, Universidade de São Paulo.
Doutor em Educação pela Universidade de São Paulo, Brasil. Professor da Universidade Nove de Julho, Brasil.
Publicado
2013-12-25
Seção
Resumos de artigos científicos