A organização do conhecimento em ambientes digitais: aplicações da Teoria da Classificação Facetada

  • Flavio Vieira Pontes Universidade Federal de Minas Gerais.
  • Gercina Ângela Borém de Oliveira Lima Universidade Federal de Minas Gerais.

Resumo

Partindo da constatação de que os conhecimentos desenvolvidos pela Biblioteconomia e a Ciência da Informação não têm sido amplamente aplicados ou adaptados para o ambiente digital, apresenta-se uma abordagem baseada na classificação facetada para a organização de acervos digitais. Apresenta-se inicialmente, buscando o esclarecimento conceitual, os conceitos de informação e conhecimento, bem como da organização da informação/conhecimento. Em seguida, é brevemente discutida a importância dos esquemas classificatórios na representação e organização do conhecimento, buscando facilitar a descoberta e recuperação da informação. É apresentada, em seguida, a Teoria da Classificação Faceta, além de discutida a sua aplicação como mecanismo para organização do conhecimento em ambientes digitais. Objetiva-se a criação de mecanismos mais eficazes para a navegação e exploração destes acervos, de modo a facilitar a recuperação da informação nestes ambientes. Ao final são apresentados os resultados iniciais de nossa pesquisa, que busca determinar o valor da aplicação de uma taxonomia facetada para a organização do conhecimento em uma biblioteca digital de teses dissertações. Palavras-chave: Organização do Conhecimento. Teoria da Classificação Facetada. Bibliotecas digitais. Navegação Hipertextual. Taxonomia facetada. Link para o texto completo (PDF) http://portaldeperiodicos.eci.ufmg.br/index.php/pci/article/view/1411/1065

Biografia do Autor

Flavio Vieira Pontes, Universidade Federal de Minas Gerais.
Doutorando pelo Programa de Pós Graduação em Ciência da Informação da Universidade Federal de Minas Gerais Professor nas áreas de Banco de Dados, Engenharia de Software e Programação Web, na Faculdade de Viçosa - FDV.
Gercina Ângela Borém de Oliveira Lima, Universidade Federal de Minas Gerais.
Doutora em Ciência da Informação pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Professora adjunta da Escola de Ciência da Informação da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).Vice-presidente da ISKO-Brasil.
Publicado
2013-12-25
Seção
Resumos de artigos científicos