O Futuro das bibliotecas pós-Google Books

  • Renato Vieira da Assunção Universidade Federal do Pará.
  • Cley Arthur Miranda Reis Universidade Federal do Pará.

Resumo

Pouquíssimas instituições sobreviveram por tanto tempo e se desenvolveram sob formas tão variadas quanto a Biblioteca, que se adaptou e evoluiu diante de sociedades com estruturas e escalas de valores tão distintas quanto as que existiram no período da Antiguidade, da Idade Média, do mundo Moderno e até mesmo as que existem na contemporaneidade. Este trabalho parte de uma pesquisa bibliográfica, com o objetivo de evidenciar qual seria o futuro das bibliotecas convencionais diante do novo conceito de biblioteca iniciado com o Google Books. Investiga-se neste trabalho a polêmica a respeito da possibilidade desse novo serviço da gigante empresa de informática Google ameaçar a existência das bibliotecas tradicionais de pesquisas. Serão apresentados aspectos positivos e negativos deste projeto ambicioso que supostamente seria responsável por organizar e disseminar toda a informação e o conhecimento produzido pelo homem no decorrer do seu desenvolvimento. Argumenta-se também sobre os principais entraves que estão ao redor deste que é considerado atualmente como o maior projeto de digitalização de livros, como as barreiras impostas pelas legislações que amparam os direitos autorais. Palavras-chave: Biblioteca digital. Bibliotecas tradicionais. Google books. Tecnologia da informação. Direitos autorais. Obras órfãs. Link para o texto completo (PDF) http://www.datagramazero.org.br/dez12/Art_03.htm

Biografia do Autor

Renato Vieira da Assunção, Universidade Federal do Pará.
Especializando em Gerenciamento de tecnologias da informação na Escola Superior da Amazônia. Bacharel em Biblioteconomia e discente do Curso de Arquivologia da Universidade Federal do Pará.
Cley Arthur Miranda Reis, Universidade Federal do Pará.
Discente do Curso de Biblioteconomia da Universidade Federal do Pará.
Publicado
2013-12-27
Seção
Resumos de artigos científicos