O uso de recursos educativos abertos (rea) como recursos didáticos: benefícios para alunos e professores. O caso do repositório científico de acesso aberto de Portugal

  • Maria Teresa Ferreira da Costa Fundação para a Computação Científica Nacional.

Resumo

Os Recursos Educativos Abertos (REA) têm sido utilizados um pouco por todo o mundo, por Instituições de Ensino Superior, no sentido de abrir o conhecimento a todos que dele necessitam e, muitas vezes, desenvolvendo-se num objectivo de nivelador social. A sua produção assume-se como um procedimento normal por parte dos docentes visando envolver também os alunos, de forma a transformar uma determinada realidade do processo de ensino-aprendizagem numa outra com o objectivo da inclusão. A utilização de materiais pedagógicos digitais livres fornece ao professor a possibilidade de adaptação desses objetos aos mais diversos contextos de aprendizagem conforme os níveis, estilos e necessidades específicas dos alunos. A adopção dos REA, intimamente associada e decorrente do Movimento do Acesso Aberto (AA), no processo de ensino-aprendizagem permite estabelecer uma metodologia diferente, inovadora e tecnologicamente atual, potenciadora do uso das novas tecnologias de informação e comunicação (TIC). Palavras-chave: Acesso Aberto. Recursos Educativos Abertos. Processo de Ensino-Aprendizagem. Portugal. Link para o texto completo (PDF) http://revista.ibict.br/liinc/index.php/liinc/article/view/445/381

Biografia do Autor

Maria Teresa Ferreira da Costa, Fundação para a Computação Científica Nacional.
Mestre em Ciências da Documentação e Informação pela Universidade de Lisboa. Bibliotecária da Fundação para a Computação Científica Nacional – Projetos Biblioteca do Conhecimento Online (b-on) e Repositório Científico em Acesso Aberto de Portugal (RCAAP).
Publicado
2013-12-28
Seção
Resumos de artigos científicos