O "novo" profissional da Rede Estadual do Rio Grande do Sul e as tecnologias na educação

  • Mely Paula Rabadan Cimadevila Secretaria da Educação do Rio Grande do Sul.
  • Dinora Tereza Zucchetti Universidade Feevale.
  • Patrícia B. Scherer Bassani Universidade Feevale.

Resumo

Educar na sociedade da informação não implica apenas a capacitação para o uso das tecnologias da informação e comunicação (TIC), mas envolve oportunizar o desenvolvimento de competências que permitam ao sujeito o efetivo envolvimento na sociedade permeada pelas tecnologias digitais. Entende-se que vivenciar novas formas de ensinar e aprender, mediadas pelas TIC, remete a um (re)pensar sobre os processos de formação de professores. A pesquisa “O ‘novo’ profissional da rede estadual do Rio Grande do Sul (RS) e as tecnologias na educação” foi realizada em duas etapas: a primeira, de natureza quantitativa, foi responsável pela caracterização do profissional que ingressou na rede entre os anos de 2008 a 2010. A segunda, de natureza qualitativa, envolveu o estudo sobre o uso das tecnologias na atividade do professor, a partir da metodologia da autoconfrontação cruzada. Traçou-se o perfil do profissional da educação pública, especialmente no que se refere à inserção no serviço público, bem como à apropriação tecnológica por professores contratados que atuam em uma escola de Porto Alegre. O artigo destaca a relevância da metodologia da autoconfrontação como espaço de formação docente em relação às tecnologias em educação. A apropriação tecnológica existente não é decorrente da formação de graduação, nem é advinda da formação em serviço, apesar de o governo prever esta modalidade de qualificação através da política estadual de inclusão digital. São as experiências da vida diária que dão os parcos suportes para a atuação nesta modalidade de atividade. Palavras-chave: Formação de professores. Tecnologia educacional. Metodologia de pesquisa. Link para o texto completo (PDF) http://www.fae.unicamp.br/revista/index.php/etd/article/view/3065/pdf

Biografia do Autor

Mely Paula Rabadan Cimadevila, Secretaria da Educação do Rio Grande do Sul.
Mestre em Inclusão Social e Acessibilidade (Universidade Feevale). Assessora em Educação Inclusiva no Departamento Pedagógico da Secretaria da Educação do Rio Grande do Sul.
Dinora Tereza Zucchetti, Universidade Feevale.
Doutora em Educação (UFRGS), professora titular do Mestrado Profissional em Inclusão Social e Acessibilidade da Universidade Feevale.
Patrícia B. Scherer Bassani, Universidade Feevale.
Doutora em Informática na Educação (UFRGS); professora titular do Mestrado em Inclusão Social e Acessibilidade da Universidade Feevale, atuando na linha de pesquisa Inclusão Digital.
Publicado
2014-03-29
Seção
Resumos de artigos científicos