Elementos para reflexões sobre Educação, Comunicação e Tecnologia: nada é tão novo sobre redes, linguagem e aprendizagem

  • Cláudio Márcio Magalhães UNA
  • Daniel Ribeiro Silva Mill UFMG

Resumo

Esse artigo busca apresentar a relação comunicação-educação, observando as suas implicações mais evidentes no desenvolvimento e na crítica das TIC e vice-versa. O objetivo é demonstrar que uma visão deturpada, preconceituosa e factual da comunicação e da sua mediação tecnológica pode prejudicar posturas mais construtivas e maduras dos educadores que desejam explorar a relação comunicação-tecnologia-educação em benefício do ensino-aprendizagem mais efetivo. O caminho para isso é demonstrar que as ideias de redes sociais já são pensadas há certo tempo, evidenciando certos preconceitos ideológicos aí residentes. Quando, efetivamente, a comunicação e a educação se tornam campos de estudo mais delineados e, aparentemente, se afastam, os seus caminhos são distintos somente numa perspectiva artificial e que temos que pensar a educação, a comunicação e as tecnologias contemporâneas de forma articulada e proativa, buscando melhorias no ensino-aprendizagem. Palavras-chave: Educação. Comunicação. TIC. História. Link para o texto completo (PDF) http://www.fae.unicamp.br/revista/index.php/etd/article/view/4133/pdf

Biografia do Autor

Cláudio Márcio Magalhães, UNA
Jornalista, doutor em Educação pela UFMG, professor/orientador do Mestrado em Gestão Social, Educação e Desenvolvimento Local e do Instituto de Comunicação e Artes (nos cursos de Jornalismo Multimídia, Cinema e Video e Publicidade e Propaganda) do centro universitário UNA
Daniel Ribeiro Silva Mill, UFMG
Pós-doutor em Educação pela Universidade Aberta de Portugal, docente da UFSCar, líder do grupo HORIZONTE (Grupo de Estudos e Pesquisas sobre Inovação em Educação, Tecnologias e Linguagens) e membro do Grupo de Pesquisa sobre Trabalho, Tecnologia e Educação (UFMG)
Publicado
2014-06-21
Seção
Resumos de artigos científicos