Discurso e práxis do documento audiovisual nos arquivos: pespectivas de organização arquivística

  • Luiz Antônio Santana da Silva Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP.
  • Telma Campanha Carvalho Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP.

Resumo

A necessidade dos documentos audiovisuais serem reconhecidos como documentos de arquivo é resultado da evolução dos suportes e novos gêneros documentais que passaram a ser usados para registrar informações, integrando os conjuntos documentais orgânicos. Além disso, devido às características próximas do real que a linguagem audiovisual proporciona, as instituições e indivíduos têm escolhido esse gênero documental para registrar suas atividades, uma vez que determinadas informações são mais bem veiculadas através dessa linguagem. Sendo assim, no decorrer deste estudo, foi possível visualizarmos, de maneira objetiva, a inserção por meio da discussão teórica, dos documentos audiovisuais nos arquivos, assim como a elaboração de apontamentos para o tratamento adequado desses documentos ainda munidos de valor primário. Aprofundando a discussão, buscamos apresentar e discutir as primeiras questões levantadas pelos principais teóricos e eventos internacionais da área, a respeito de documentos audiovisuais e, consequentemente, procurar compreender os conflitos referentes a esses documentos em ambiente arquivístico. Por fim, discutimos formas de organização da informação em documentos audiovisuais, a partir do uso das funções arquivísticas empregadas já na idade corrente da documentação. Desse modo, este trabalho aborda questões centrais da Arquivologia quanto ao tratamento documental voltado aos documentos de arquivo do gênero audiovisual. Esse entrelaçamento de questões e perspectivas oferece uma melhor compreensão de documentos audiovisuais em arquivos, assim como o estabelecimento de procedimentos para a organização adequada dos mesmos. Após a identificação e esclarecimento de problemas encontrados na literatura arquivística, reforçamos que esses documentos devam ser tratados no momento de sua produção, a luz dos princípios e técnicas arquivísticas.

 

Palavras-chave: Documento audiovisual. Organização arquivística. Princípios arquivísticos.

 

Link para o texto completo (PDF)

http://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/archeion/article/view/22514

 

Biografia do Autor

Luiz Antônio Santana da Silva, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP.
Doutorado em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo.
Telma Campanha Carvalho, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP.
Doutorado em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo.
Publicado
2015-03-12
Seção
Resumos de artigos científicos