Impacto social de telecentro próximo à biblioteca comunitária sob a ótica do beneficiário: o caso Chico Mendes

  • Helena de Almeida Pereira Marques Universidade Federal do Rio Grande do Sul - (UFGRS).
  • Patrícia Mallmann Souto Pereira Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Resumo

Trata-se de um estudo de caso realizado no Telecentro e na Biblioteca Comunitária Chico Mendes, situados na cidade de Porto Alegre/RS. O objetivo foi investigar a ótica do beneficiário e sua autopercepção de inclusão social, a partir do uso desses ambientes. Discute definições acerca de telecentros e bibliotecas comunitários. O estudo é de cunho qualitativo, e utilizou como técnica de coleta de dados entrevista estruturada. Como resultado, salienta-se que o fato dos ambientes serem contíguos facilita sua utilização pelos beneficiários. Também pode-se inferir que os participantes da pesquisa se autopercebem socialmente mais incluídos, valorizados e privilegiados por ter os ambientes tão próximos na comunidade. Conclui que o beneficiário percebe o telecentro e a biblioteca Chico Mendes como espaços de integração, socialização e inclusão social. Sugere ações a serem realizadas com o fim de integrar telecentros e bibliotecas comunitários.

 

Palavras-chave: Telecentro comunitário. Biblioteca comunitária. Inclusão digital. Autopercepção.

 

Link para o texto completo (PDF)

http://www.seer.ufrgs.br/index.php/EmQuestao/article/view/47961

 

 

Biografia do Autor

Patrícia Mallmann Souto Pereira, Universidade Federal do Rio de Janeiro.
Doutorado em Comunicação e Informação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul.
Publicado
2015-03-12
Seção
Resumos de artigos científicos