Capital social e recursos educacionais nas favelas Pavão-Pavãozinho/Cantagalo do Rio de Janeiro

  • Ana Senna Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Curso de Biblioteconomia e Gestão de Unidades de Informação (CBG)/Faculdade de Administração e Ciências Contábeis (FACC) - Brasil. Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT) - Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação (PPGCI)
  • Geraldo Moreira Prado Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI)/Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT)/Escola de Comunicação (ECO)/Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação (PPGCI).
  • Maria de Fatima Sousa de Oliveira Barbosa Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) - Curso de Biblioteconomia e Gestão de Unidades de Informação/Faculdade de Administração e Ciências Contábeis (FACC).

Resumo

O presente trabalho faz uma análise da geração de capital social, capital cultural e os recursos educacionais na Biblioteca Comunitária Paulo Coelho, das favelas Pavão-Pavãozinho/Cantagalo, no Rio de Janeiro. O capital social está associado às estratégias para aquisição de recursos através das interações sociais e as bibliotecas possuem características que podem criar esses recursos. Tendo como fundamentação teórica do capital social os autores Pierre Bourdieu e James Coleman, foi feita uma revisão bibliográfica detalhada sobre biblioteca e leitura. A investigação prossegue com a pesquisa de campo que embasará este Estudo de Caso.

 

Biografia do Autor

Ana Senna, Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Curso de Biblioteconomia e Gestão de Unidades de Informação (CBG)/Faculdade de Administração e Ciências Contábeis (FACC) - Brasil. Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT) - Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação (PPGCI)

Graduada em Biblioteconomia e Documentação (UFF). Mestre em Ciência da Informação. Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI)/Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT)/Escola de Comunicação (ECO)/Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) - Brasil.

Professora Assistente II (CBG/UFRJ) nas áreas: Teoria da Classifucação; Classificações Bibliográficas e Sistemas de Recuperação da Informação.

Desenvolve pesquisa de doutoramento no Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação (PPGCI) do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT) - Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), com os Profs. Drs. Geraldo Prado e Fátima Barbosa (orientadores), sobre Bibliotecas sociais ( conceito de Jesse Shera), Bibliotecas Comunitárias, Informação social e Antropologia da Leitura: abordagem crítica da realidade.

Experiência na área das Relações Raciais no Brasil.

Geraldo Moreira Prado, Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI)/Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT)/Escola de Comunicação (ECO)/Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação (PPGCI).
Graduado em História pela Universidade de São Paulo (USP), Mestre e Ph.D em Ciência Sociais Aplicadas (Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade) pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ). Historiador, Pesquisador Sênior do CNPq e do IBICT e Professor Aposentado do Programa de Pós-Graduação (Mestrado e Doutorado) em Ciência da Informação (convênio IBICT/MCT-UFRJ) e atua como Professor deste mesmo Programa.
Maria de Fatima Sousa de Oliveira Barbosa, Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) - Curso de Biblioteconomia e Gestão de Unidades de Informação/Faculdade de Administração e Ciências Contábeis (FACC).
Professora Adjunta da UFRJ. Doutora em Linguística (UFRJ, 2010). Mestre em Tecnologia Educacional nas Ciências da Saúde (UFRJ, 2004). Especialista em Gestão da Informação (INT/IBICT/UFRJ, 1999). Especialista em Multimídia para Educação a Distância (Ryerson University - CA, 1998) e em Informática Educativa (UERJ, 1997). Professora de Língua Portuguesa, de Análise Textual, de Português Instrumental e de Comunicação nas Empresas nas Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Pós-doutorado em andamento pelo IBICT/UFRJ/CAPES.
Publicado
2015-06-15
Seção
Pesquisas em andamento