Redes de Citação: estudo de rede de pesquisadores a partir da competência em informação

  • Marcos Moraes Universidade Estadual de Londrina (UEL)
  • Renata Lira Furtado Universidade Estadual Paulista (UNESP)
  • Maria Inês Tomaél Universidade Estadual de Londrina (UEL)

Resumo

No âmbito da comunicação científica, pesquisadores vêm utilizando a metodologia de Análise de Redes Sociais (ARS) a fim de investigar como ocorre o relacionamento entre pesquisadores/instituições de ensino e pesquisa, organizações e documentos. A pesquisa presente neste artigo se insere nesse contexto: o objetivo foi mapear uma rede de citação dos autores que publicaram trabalhos sobre Competência em Informação (CI) na base de dados Scopus no ano de 2012. Foi utilizada a ARS em conjunto com aspectos técnicos da Análise de Citação para atingir ao objetivo proposto. A rede analisada apresentou um grau de densidade muito baixo, ou seja, houve um baixo índice de citação entre os autores; diferentemente das autocitações, que foram observadas em um número bastante alto. Foi possível constatar que determinados autores exercem grande importância por serem bastante citados pelos colegas. No caso da rede em questão, Christine Bruce foi identificada como a mais citada pelos colegas. Novas pesquisas similares podem ser realizadas se analisados outros períodos e canais de comunicação a fim de estabelecer comparações para se adensar o conhecimento sobre o comportamento dos pesquisadores dessa área.

Palavras-chave: Análise de redes sociais. Redes de citação. Competência em Informação. Análise de citação.

Link para o texto completo (PDF)

http://www.seer.ufrgs.br/index.php/EmQuestao/article/view/47481

 

Biografia do Autor

Marcos Moraes, Universidade Estadual de Londrina (UEL)
Mestre em Ciência da Informação pela Universidade Estadual de Londrina (2014). Atualmente é Bibliotecário na Biblioteca Pública Municipal de Londrina/PR e cursa especialização em Docência do Ensino Superior pela Universidade do Norte do Paraná (UNOPAR). Tem experiência na área de Ciência da Informação, com ênfase nos temas: Biblioteconomia, Bibliometria, Análise de Citação, Comunicação Científica, Repositórios Institucionais, Acesso Aberto, Organização da Informação e do Conhecimento e Epistemologia da Ciência da Informação.
Renata Lira Furtado, Universidade Estadual Paulista (UNESP)

Doutoranda em Ciência da Informação na UNESP - Campus Marília. Possui graduação em Arquivologia pela Universidade Estadual de Londrina (2004) e mestrado em Ciência da Informação pela Universidade Estadual de Londrina (2014).

Maria Inês Tomaél, Universidade Estadual de Londrina (UEL)

Doutora em Ciência da Informação pela Escola de Ciência da Informação da Universidade Federal de Minas Gerais (ECI/UFMG) e pós-doutora pela Fiocruz. Professora do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação (PPGCI/UEL). Pesquisadora e líder do grupo de pesquisa Redes de Conhecimento, no qual coordena o projeto de pesquisa "Compartilhamento da informação e do conhecimento no ambiente virtual: ações coletivas em redes sociais" financiado pelo CNPq/MCT. Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq - Nível 2 - CA AC - Artes, Ciência da Informação e Comunicação. Tem experiência na área de Ciência da Informação, com ênfase nos seguintes temas: Redes de Conhecimento, Compartilhamento da Informação e do conhecimento, Redes Sociais, Inovação e Fontes de Informação.

Publicado
2015-12-10
Seção
Resumos de artigos científicos