O princípio da proveniência à luz da filosofia e sociologia da ciência: contribuições para a configuração da arquivologia

  • Ívina Flores Melo Kuroki Universidade de Brasília
  • Angélica Marques UnB

Resumo

A partir de estudos da Filosofia e da Sociologia da Ciência voltados para a “objetividade científica”, este artigo situa o princípio arquivístico da Proveniência no conceito de “princípio científico”. As contribuições e repercussões do Princípio da Proveniência, aceito consensualmente pela comunidade científica arquivística, ainda que com variações quanto às suas origens, denominações, relações e desdobramentos, são inferidas da sua trajetória histórica e das suas concepções, conforme os manuais internacionais e nacionais estudados. Dentre essas contribuições, destaca-se o reconhecimento da sua identidade e relevância como princípio condutor da teoria arquivística; o papel desse princípio na formação e consolidação da Arquivologia como disciplina científica, bem nas práticas arquivísticas, ao singularizar as atividades do arquivista no campo da informação. Ao identificar o contexto de produção e acumulação dos documentos na delimitação externa dos fundos e na sua organização interna, o Princípio da Proveniência preserva a organicidade e o valor de prova dos documentos perante a sociedade.

Palavras-chave: Princípio científico. Princípio da Proveniência. Arquivologia. Disciplina científica.

Biografia do Autor

Angélica Marques, UnB

Doutora em Ciência da Informação pela Universidade de Brasília, Brasil. Professora da Faculdade de Ciência da Informação da Universidade de Brasília, Brasil.

Publicado
2015-12-18
Seção
Pesquisas em andamento