O ideário da escola cidadã no âmbito das práticas pedagógicas de uma escola pública da periferia de Florianópolis/SC

  • Aline Fernandes Carrijo Universidade Federal do Rio de Janeiro
  • Jéferson Silveira Dantas Universidade Federal de Santa Catarina

Resumo

Este artigo procura discutir o conceito de cidadania como referência discursiva e argumentativa no interior das formulações políticas no campo educacional, e de como as mesmas são apropriadas pelas famílias e docentes, sobretudo, de uma escola pública e periférica da capital catarinense. Para tanto, delimitamos temporalmente a investigação a partir da aprovação da atual Constituição Federal (1988) até a privatização da escola aqui pesquisada por uma Congregação Marista, ocorrida no final de 2011. Esta escola está localizada num dos territórios do Maciço do Morro da Cruz (Mont Serrat), na área insular da cidade de Florianópolis/SC e, ao longo de um ano e meio, foram realizadas entrevistas e pesquisas bibliográficas e documentais objetivando a compreensão deste conceito polissêmico (cidadania) num território reconhecidamente abandonado pelo Estado e que se escuda por meio de apoio de Organizações Não Governamentais (ONGs).

Palavras‐chave: Cidadania; Periferia. Maciço do Morro da Cruz. Escola pública.

Texto completo em: http://periodicos.udesc.br/index.php/percursos/article/view/1984724616302015203/pdf_12

Biografia do Autor

Aline Fernandes Carrijo, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Mestre em História pela Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ. Brasil 

Jéferson Silveira Dantas, Universidade Federal de Santa Catarina
Doutor em Educação pela Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC; Professor no Departamento de Estudos Especializados em Educação do Centro de Ciências da Educação da Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC.   Brasil
Publicado
2015-12-17
Seção
Resumos de artigos científicos