O paradigma pós custodial e sua representação no design da informação no sítio do arquivo nacional do Reino Unido

  • Joana Gusmão Lemos UNESP
  • Maria José Vicentini Jorente UNESP
  • Natalia Nakano UNESP

Resumo

 O uso das novas tecnologias de informação e comunicação (TIC) instaura aos processos infocomunicacionais contemporâneos inovações que, ao mesmo tempo em que acentuam a importância dos estudos da Ciência da Informação, apresentam à área grandes desafios, pois possibilitam a construção colaborativa de conteúdos e conhecimento em rede. Neste cenário de reordenamento de estruturas e novos comportamentos informacionais surge o paradigma Pós-custodial, propondo às instituições de Arquivo uma forma original de criar, armazenar e disseminar informação, facilitando o acesso aos seus documentos. Assim, por meio de pesquisa bibliográfica, este estudo reúne conceitos teóricos sobre o novo paradigma em questão e realiza nesse cenário um estudo de caso do website do “The National Archives”, do Reino Unido, para a partir da exploração desse site, identificar e retratar pontos e características que apresentam em conformidade com as premissas do Pós-custodial, especialmente no que diz respeito à disponibilização de documentos digitalizados para acesso online pelos usuários. Percebe-se que a consequente abertura dos Arquivos e seus documentos à rede digital traz um significativo ganho de visibilidade às Instituições arquivísticas, amplia seu espaço de atuação, aproxima-se do público e revigora-se na sua forma pós-custodial.

Palavras-chave: Informação e Tecnologia. Pós-custodial. Web Colaborativa. The National Archives.

Texto completo em: http://revista.ibict.br/liinc/index.php/liinc/article/view/736/509

Biografia do Autor

Joana Gusmão Lemos, UNESP
Doutoranda pelo Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da UNESP.
Maria José Vicentini Jorente, UNESP
Doutora pelo Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da UNESP. Docente do Departamento de Ciência da Informação da UNESP.
Natalia Nakano, UNESP
Doutoranda pelo Programa de Pós Graduação em Ciência da Informação da Unesp.
Publicado
2015-12-17
Seção
Resumos de artigos científicos