Diretrizes para a gestão de estoques de informação: um estudo de caso na rede de bibliotecas do SENAC Santa Catarina

  • Elisa Cristina Delfini Correa UFSC
  • Daniela Spudeit UFSC
  • Noeli Viapiana UFSC

Resumo

O presente estudo tem como objetivo apresentar o relato do desenvolvimento de uma política de gestão de estoques de informação com base na proposta de Corrêa (2013). A criação desse instrumento serviu para atualizar o documento norteador de gestão e formação de acervo de acordo com as novas demandas de suportes informacionais e critérios necessários para a efetiva gestão de estoques informacionais em uma biblioteca universitária. Dessa forma, neste artigo será apresentada a metodologia usada para desenvolvimento dessas diretrizes à luz da literatura especializada na área e sua aplicação prática na Rede de Bibliotecas do Senac Santa Catarina. Por meio de uma metodologia descritiva, exploratória, bibliográfica e documental serão expostos os resultados parciais alcançados enfatizando a importância desse instrumento na gestão de uma unidade de informação.

Palavras-chave: Gestão de estoques de informação. Política de gestão de estoques de informação. Desenvolvimento de coleções. Gestão de unidades de informação.

Disponível em: http://periodicos.ufpb.br/ojs/index.php/pbcib/author/saveSubmit/3

Biografia do Autor

Elisa Cristina Delfini Correa, UFSC
Professora titular na Universidade do Estado de Santa Catarina
Daniela Spudeit, UFSC
Professora na Universidade Federal do estado do Rio de Janeiro – UNIRIO. Coordenadora do Curso de Licenciatura em Bibliotecnomia – UNIRIO. Graduação em Biblioteconomia – UFSC. Graduação em Pedagogia – UDESC. Especialização em Didática do Ensino Superior – SENAC. Mestrado em Ciência da Informação – UFSC
Noeli Viapiana, UFSC
Bibliotecária do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial – SENAC/SC. Graduação em Biblioteconomia – UFSC
Publicado
2015-12-18
Seção
Resumos de artigos científicos