Papel da informação na área da qualidade: do fordismo ao capitalismo cognitivo

  • Vanessa de Arruda Jorge Universidade Federal do Rio de Janeiro, Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia, Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação

Resumo

Este artigo objetiva analisar o papel da informação nas principais mudanças ocorridas na área da qualidade, de modo associado às transformações no trabalho. Com base em pesquisa e análise bibliográfica, desenvolveu-se um quadro analítico, em que se apresenta uma periodização dando conta da evolução das mudanças da informação, ao longo das diferentes fases históricas da qualidade, em sua relação com as transformações no trabalho, desde o fordismo até o capitalismo cognitivo. Conclui-se que a informação ganhou maior destaque nos processos de qualidade a partir do momento em que ganha também importância o trabalho imaterial, cognitivo e linguístico, como gerador de valor e inovação, configurando-se como elemento chave para a qualidade.

Palavras-chave: Capitalismo cognitivo. Fordismo. Informação. Qualidade. Trabalho imaterial.

Link: http://periodicos.puccampinas.edu.br/seer/index.php/transinfo/article/view/2231/2131

Publicado
2016-07-27
Seção
Resumos de artigos científicos