Processos de Busca de Informação Política dos Estudantes de Graduação da UFMG: uma abordagem qualitativa

  • Fernanda Teixeira Brito Universidade Federal de Minas Gerais
  • Karina Pinto de Jesus Aganette Universidade Federal de Minas Gerais
  • Fernanda Resende Sobreira Universidade Federal de Minas Gerais
  • Ruth Almeida Nonato Universidade Federal de Minas Gerais
  • Paula Ferraz dos Anjos Universidade Federal de Minas Gerais
  • Filipi Miranda Soares Universidade Federal de Minas Gerais
  • Adriana Bogliolo Sirihal Duarte Universidade Federal de Minas Gerais

Resumo

A consolidação da Internet, particularmente das redes sociais, como canal de disponibilização e de acesso a informações sobre o cenário político atual proporciona aos indivíduos meios de interagir de maneira rápida, até mesmo simultânea, com outros indivíduos inseridos em ambientes sócio-culturais diversos. O Facebook contribui massivamente para a interação político-social em todo o mundo. Pesquisa anterior analisou quantitativamente esse fenômeno social entre os estudantes de graduação da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e resultou em indagações e inferências as quais são averiguadas na presente investigação. O propósito desta foi descobrir o porquê de o Facebook e a Internet serem os meios mais utilizados pelos universitários da UFMG para obter informações sobre política; investigar se o contexto social influencia o processo de busca de informações sobre política dos estudantes; investigar a causa da baixa adesão dos graduandos da UFMG às manifestações de 2015. Para tanto, adotou-se uma abordagem qualitativa e utilizou-se grupos focais como ferramenta de coleta de dados. A partir da análise das práticas informacionais dos estudantes confirmou- se que o uso da Internet e Facebook se dá com o intuito de confirmar informações obtidas em outras fontes. Comodidade e possibilidade de construção de opiniões próprias diante do leque de informações disponíveis aparecem como motivos para escolha desses canais de informação. Além disso, observa-se que o contexto social efetivamente influencia no modo como estes estudantes buscam, confirmam e disseminam informações sobre política.

Palavras-chave: Práticas informacionais. Estudantes de graduação da UFMG. Política. Grupo Focal. Abordagem qualitativa.

Link: http://portaldeperiodicos.eci.ufmg.br/index.php/moci/article/view/2836

Biografia do Autor

Adriana Bogliolo Sirihal Duarte, Universidade Federal de Minas Gerais
Doutora em Ciência da Informação pela UFMG. Professora da Escola de Ciência da Informação da UFMG.
Publicado
2016-07-27
Seção
Resumos de artigos científicos