Repositório institucional da Universidade Federal da Bahia: ferramenta de visibilidade para os Programas de Pós-Graduação

  • Susane Barros Universidade Federal da Bahia
  • Flávia Rosa Universidade Federal da Bahia
  • Rodrigo França Meirelles Universidade Federal da Bahia

Resumo

Implantado em 2010, o Repositório Institucional (RI) da Universidade Federal da Bahia (UFBA) se destaca pela contribuição na ampliação da visibilidade da produção científica da Instituição. Além da visibilidade, contribui para a transparência da produção intelectual, e sistematiza uma política de disseminação, de alcance universal. Permite também consolidar um sistema de ordenamento dessa produção, que se faz, tradicionalmente, de maneira dispersa. Para tanto, é indispensável o compromisso e a participação dos programas de pósgraduação da UFBA para que de fato o RI cumpra o seu papel. Essa pesquisa analisa os sites dos programas para verificar de que modo eles orientam quanto ao uso e autoarquivamento da produção dos seus discentes e docentes, e em que medida atendem aos indicadores do item visibilidade do quesito 5, da ficha de avaliação da Capes. Os resultados apontam para: uma baixíssima indicação, nos sites dos programas, de orientações formais sobre o autoarquivamento no repositório; indicações para a BDTD, já desativada; ites com problemas de usabilidade e legibilidade às informações. A política de acesso aberto institucionalizada através do repositório não é satisfatória para mobilizar os programas num compromisso mais efetivo da disponibilização de conteúdo via RI.

Palavras-chave: Comunicação científica. Repositório Institucional – UFBA. Inserção Social. Avaliação. Visibilidade.

Link: http://www.portalseer.ufba.br/index.php/revistaici/article/view/15086/10300

Biografia do Autor

Susane Barros, Universidade Federal da Bahia
Coordenadora editorial da Editora da Universidade Federal da Bahia (UFBA), Brasil.
Flávia Rosa, Universidade Federal da Bahia
Professora e Diretora da Editora da Universidade Federal da Bahia (UFBA), Brasil.
Rodrigo França Meirelles, Universidade Federal da Bahia
Professor do Instituto de Ciência da Informação da Universidade Federal da Bahia (UFBA), Brasil.
Publicado
2016-07-27
Seção
Resumos de artigos científicos