A gestão da qualidade como estratégia de suporte para o desenvolvimento de coleções em bibliotecas jurídicas

Resumo

 As bibliotecas são entendidas como organizações sem fins de lucro, cujo objetivo principal é propor serviços de qualidade em torno da mediação da informação com vistas ao atendimento de necessidades de informação específicas de determinados grupos de usuários. Nesse sentido, como organizações necessitam ter estratégias de gestão específicas que garantam sua eficácia e eficiência para garantir a sua sobrevivência. Dentre algumas estratégias temos da gestão pela qualidade. Este artigo se propõe debater a questão da gestão da qualidade por meio do estudo do processo de Desenvolvimento de Coleções de Bibliotecas Jurídicas. Para o embasamento e consecução dos objetivos propostos foi feita uma revisão de literatura que considera as áreas da Qualidade, do Desenvolvimento de Coleções, buscando-se identificar suas principais características enquadrando-se o universo específico das Bibliotecas Jurídicas. Neste contexto, são caracterizados elementos relacionados ao assunto tais como Bibliotecas Jurídicas, Informação jurídica, e apontados os principais desafios enfrentados na gestão de coleções jurídicas bem como possíveis soluções. Com base nas reflexões propostas, pode-se confirmar que o papel da biblioteca jurídica é difundir a informação jurídica nas instituições das quais fazem parte, apoiar as decisões nos processos judiciais em curso levando-lhes o Direito em seu estado bruto para que possa ser lapidado através das regras de interpretação, achando-se ao final a norma a ser aplicada na solução do caso, contribuindo para pacificação da sociedade. Conclui-se que para que este processo se cumpra torna-se necessário a aplicação eficaz de estratégias que garantam a qualidade dos serviços propostos. 

Palavras-chave: Bibliotecas Jurídicas. Qualidade. Desenvolvimento de Coleções.

Link: http://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rdbci/article/view/8643771/pdf

Biografia do Autor

Ana Cláudia Carvalho de Miranda, Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Mestra em Administração pela UFRN. Chefe da biblioteca do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte. Natal, Rio Grande do Norte – Brasil.

Mônica Marques Carvalho Gallotti, Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Doutoranda em Informação e Comunicação em Plataformas Digitais pela Universidade do Porto. Professora Assistente do Departamento de Ciência da Informação da UFRN. Natal, Rio Grande do Norte – Brasil.

Erlano Silva de Miranda, Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Bacharel em Direito pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Atua na Delegacia da Receita Federal do Estado do Rio Grande do Norte. Natal, Rio Grande do Norte – Brasil. 

Publicado
2016-11-07
Seção
Resumos de artigos científicos