Lei de Acesso à Informação nos Municípios do Extremo Oeste de Santa Catarina

  • Deneide Teresinha De Carli Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)
  • Gleisy Regina Bories Fachin Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)

Resumo

A Lei de Acesso à Informação (LAI), nº 12.527, de 18/11/2011, regula o acesso a informações públicas em todos os âmbitos do Poder Público. Objetivou investigar de que forma a LAI é disponibilizada nas prefeituras catarinenses integrantes da Associação dos Municípios do Extremo Oeste de Santa Catarina (AMEOSC). Trata-se de uma pesquisa descritiva, documental e quantitativa. Utilizou checklist e questionário aplicado às 13 prefeituras da AMEOSC, que formaram o universo desta pesquisa. Fundamentou-se a revisão de literatura abordando sobre a LAI, a gestão documental arquivística e os ciclos de vida dos documentos. Dos 13 questionários aplicados, responderam seis prefeituras, (três possuem população acima de dez mil, obrigadas a disponibilizar o acesso à LAI e três abaixo de dez mil). Conclui-se que é cedo para fazer uma ampla avaliação da disponibilização da LAI nos municípios pesquisados, visto que a mesma foi aprovada em 2011. As prefeituras estão se estruturando para atender as demandas. Considerou-se como obstáculos a insuficiência de recursos humanos, inadequada divulgação e conscientização dos servidores e da população em geral.

Palavras-chave: Lei de Acesso à Informação. Gestão de documentos. Transparência governamental. Prefeituras municipais catarinenses. AMEOSC.

Link: http://seer.ufrgs.br/index.php/EmQuestao/article/view/55815/36973

Biografia do Autor

Deneide Teresinha De Carli, Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)

Bacharela; Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)

 

Gleisy Regina Bories Fachin, Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)
Doutora; Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)
Publicado
2016-12-29
Seção
Resumos de artigos científicos