BIBLIOTECA ESCOLAR COMO EXTENSÃO DO PROCESSO DE ENSINOAPRENDIZAGEM: PERCEPÇÕES DA COMUNIDADE DOCENTE DO COLÉGIO DE APLICAÇÃO DA UFSC

  • Leonardo Ripoll Tavares Leite

Resumo

O presente artigo apresenta um estudo de caso sobre a percepção dos docentes do Colégio de Aplicação (CA) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) acerca de uma biblioteca escolar. Para tanto, apresenta-se primeiramente um panorama sócio-histórico sobre os CAs no Brasil, contextualizando também o CA/UFSC com o seu desenvolvimento político e pedagógico ao longo do tempo. Em seguida, são analisados os conceitos teóricos sobre as bibliotecas escolares inseridas no século XXI: suas definições, seus papéis e suas atividades; e também os estudos sobre as relações de cooperação entre docentes e biblioteca, os quais buscam melhorias nas práticas de ensino-aprendizagem, objetivando o sucesso educacional entre os alunos. Por último, são analisados os resultados obtidos pela pesquisa realizada com os professores do CA/UFSC, que buscou levantar informações sobre o conceito e a finalidade de uma biblioteca escolar, as suas características mais importantes e a representação de uma biblioteca escolar ideal na visão desses docentes. De acordo com a pesquisa, os docentes entendem que a biblioteca escolar deve ter um acervo rico e diversificado e que desenvolva atividades culturais e de incentivo à leitura. Além disso, a equipe da biblioteca deve ser treinada e capacitada na área; e o bibliotecário, atuante nas reuniões pedagógicas e de planejamento escolar. Como conclusão, o artigo apresenta a questão do desenvolvimento humano da biblioteca e a importância das pesquisas sobre este ambiente para inseri-lo na comunidade escolar e no cotidiano de pesquisa e extensão presentes no CA/UFSC.

Palavras-chave: Bibliotecas escolares. Colégio de Aplicação – UFSC. Docentes e biblioteca escolar.

Link: https://revista.acbsc.org.br/racb/article/view/1162/pdf

Publicado
2016-12-29
Seção
Resumos de artigos científicos