GOOGLETECA? A BIBLIOTECA ESCOLAR E OS BIBLIOTECÁRIOS EM TEMPOS DE GOOGLE

  • Adriana Bogliolo Sirihal Duarte
  • Maria L. Amorim Antunes

Resumo

Cada vez mais a Internet tem sido considerada fonte de referência, principalmente entre os nativos digitais. Uma vez que a Internet é explorada principalmente pelos motores de busca, reflete-se sobre o Google, que se destacou como preferido pelos usuários e líder do segmento em questão. Diante disto, este artigo se propõe a pensar o ethos da profissão de bibliotecário escolar nos dias atuais: deveres, possiblidades, contribuições e espaços de atuação. Para tanto, narram-se três atividades distintas; realizadas em bibliotecas escolares diferentes, mas que igualmente, permitiram observar o caráter da biblioteca escolar e o confronto ante a busca de informação na Internet (através do Google). Os principais resultados apontam que o Google se consolidou no cotidiano dos jovens estudados. Com relação à biblioteca, constatou-se que as tecnologias digitais e o buscador unicamente não são deliberativos para sua (in)utilização. Houve intensa variação relacionada ao tipo de escola, à atuação dos professores e o contexto familiar. Como cada biblioteca é única, assim como o aluno e instituição, relata-se a conveniência de realizar um estudo de usuários indicativo do perfil e do comportamento informacional dos estudantes; bem como ouvir os professores para uma tentativa de colaboração.

Palavras-chave: Biblioteca escolar. Competência informacional. Google. Pesquisa escolar. Prática bibliotecária.

Link: https://revista.acbsc.org.br/racb/article/view/1088/pdf

Publicado
2016-12-29
Seção
Resumos de artigos científicos