PRODUÇÃO CIENTIFICA SOBRE TELEDERMATOLOGIA NAS BASES DE DADOS LILACS, MEDLINE, SCIELO E DYNAMED

  • Francisca Rosaline Leite Mota
  • Annecy Ferreira Wanderley
  • Antonio Romeiro de Lima Filho
  • Jairo Vinicius da Silva Rocha
  • Viviane Deodato Costa

Resumo

A área da saúde, nas últimas duas décadas, passou a incorporar pesadamente as tecnologias de informação em suas práticas, tanto na administração como no ensino, na pesquisa e na assistência. Os recursos de Telemedicina são extremamente importantes para o compartilhamento das informações e a dermatologia se apresenta como uma especialidade que já aponta significativos êxitos com o uso da Telemedicina, nomeada especificamente no campo como Teledermatologia. Neste cenário, a Hanseníase tornou-se um dos principais alvos da Teledermatologia. É neste contexto que o presente trabalho se insere e possui como objetivo estudar as informações disponibilizadas via ferramentas de Telessaúde para a prevenção, o combate e o controle da Hanseníase. A pesquisa adota metodologias quantitativa, qualitativa e pesquisa-ação. A estratégia de ação adotada utiliza a pesquisa na rede para identificação dos Núcleos de Telessaúde no Brasil que ofertam serviços de Teledermatologia com foco na prevenção, no combate e no controle da Hanseníase. Ao final do projeto, espera-se ser possível a oferta do Serviço de Teledermatologia e o Banco de Imagens de Casos de Hanseníase no HUPAA/UFAL/EBSERH.

PALAVRAS-CHAVE: Disseminação da Informação. Telessaúde. Teledermatologia.

Link: http://www.seer.ufal.br/index.php/cir/article/view/2100/1697

Publicado
2016-12-29
Seção
Resumos de artigos científicos