Estética: uma dimensão da Competência em Informação a ser percebida por bibliotecário de biblioteca pública

  • Evandro Jair Duarte Universidade Internacional de Curitiba
  • Clarice Fortkamp Caldin Universidade Federal de Santa Catarina

Resumo

A Sociedade da Informação exige do bibliotecário múltiplas competências, habilidades e atitudes para lidar com o vasto universo informacional e a relação com o interagente. Na troca de ideias e busca de soluções para problemas com o uso de informação a Biblioteca Pública é um espaço por excelência para a transformação social dos atores da sociedade. Cabe ao bibliotecário, como mediador dessa avalanche informacional, ser competente em informação e, dessa forma, auxiliar o interagente a utilizar recursos de informação para tomada de decisão. É sobre isso que versa o artigo: Competência em Informação (CoInfo), que se divide em quatro dimensões - técnica; estética; ética e política. A dimensão estética relaciona-se com a ciência do belo e com o despertar dos sentidos para perceber o Outro e sua necessidade. Este Outro é percebido pela visada fenomenológica, teoria adotada e inspirada em Maurice Merleau-Ponty, que entende o corpo como meio condutor dos efeitos dos sentidos. A pesquisa foi qualitativa, voltada para os fenômenos humanos e sua complexidade; de abordagem fenomenológica, pois estuda as essências das coisas; e bibliográfica, visto ter utilizado registros disponíveis em textos. O objetivo deste artigo é explorar o termo Estética e esclarecer o que é a Dimensão Estética da CoInfo.

Palavras-chave: Competência em Informação. Dimensão Estética. Bibliotecário. Biblioteca Pública.

Link: http://www.ies.ufpb.br/ojs2/index.php/ies/article/view/29265/16193

Biografia do Autor

Evandro Jair Duarte, Universidade Internacional de Curitiba

Mestre em Ciência da Informação pela Universidade Federal de Santa Catarina, Brasil. Especialista em Gestão da Informação e Inovações Tecnológicas pela Universidade Internacional de Curitiba, Brasil.

Clarice Fortkamp Caldin, Universidade Federal de Santa Catarina

Doutora em Literatura pela Universidade Federal de Santa Catarina, Brasil. Docente permanente do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da Universidade Federal de Santa Catarina, Brasil.

Publicado
2017-05-29
Seção
Resumos de artigos científicos