Conteúdo informacional gerado nas redes sociais: o universo dos parques de diversão

  • Nadi Helena Presser Universidade Federal de Pernambuco
  • Phelipe Rafael Alves de Menezes Universidade Federal de Pernambuco

Resumo

Pesquisa exploratória e descritiva, examinou os mecanismos de interatividade fornecidos pelas redes sociais e identificou os conteúdos informacionais gerado pelos internautas. A unidade de análise se constituiu de três sites de relacionamento – Facebook, Twitter e Instagram, dos quais foram examinados os perfis de quatro parques de diversão brasileiros – Beto Carrero, Beach Park, Hot Park e Thermas dos Laranjais. Os resultados sugeriram a criação de três categorias de análise: identificação do público dos parques de diversão, a interatividade informacional nas redes sociais e, por último, uma descrição das manifestações do público sobre os parques de diversão. Em relação à interatividade, o estudo constatou que a produção, disseminação e uso de informação configura um contexto social, no qual cada pessoa é um potencial produtor e usuário de informações. Os horários e períodos de captura e registro de fotos e outras publicações refletem a experiência turística ocorrendo durante a visita ao parque e capturada em tempo real. O conteúdo informativo desvela que os parques, em geral, possuem um bom nível de menções positivas. 

Palavras-chave: Redes Sociais online; Manifestações dos clientes; Conteúdo informativo; Parques de diversão Link: http://www.revistas.usp.br/incid/article/view/108692/118486

Biografia do Autor

Nadi Helena Presser, Universidade Federal de Pernambuco
Doutora em Engenharia de Produção. Professora do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação edo Mestrado Profissional em Gestão Pública, ambos daUniversidade Federal de Pernambuco – UFPE
Phelipe Rafael Alves de Menezes, Universidade Federal de Pernambuco
Graduado em Gestão da Informação pela Universidade Federal de Pernambuco – UFPE
Publicado
2017-05-29
Seção
Resumos de artigos científicos