Interoperabilidade entre acervos digitais de arquivos, bibliotecas e museus: potencialidades das tecnologias de dados abertos interligados

  • Carlos Henrique Marcondes

Resumo

A Web Semântica e os dados abertos interligados propiciaram a publicação de acervos digitais de arquivos, bibliotecas e museus diretamente na Web sem a intermediação de sistemas gerenciadores de catálogos e colocou a questão da integração destes acervos, sua interoperabilidade. Neste contexto ampliam-se as demandas pela preservação da semântica dos conteúdos disponibilizados, garantida anteriormente pelos sistemas de catálogos. Ao mesmo tempo estas tecnologias viabilizam novos tipos de relações culturamente significativas podem ser estabelecidas entre objetos de diferentes catálogos. Que desenvolvimentos tecnológicos e metodológicos são necessários para tirar partido destas tecnologias? Este trabalho tem como objetivo recolocar a questão da interoperabilidade entre acervos digitais a luz das possibilidades trazidas pelas tecnologias da Web Semântica e dos dados abertos interligados. Como metodologia foi utilizada a revisão do estado da arte - aspectos teóricos, técnicos, projetos, experiências - a repeito da questão da interoperabilidade e utilização de parâmetros de análise homogeneidade/heterogeneidade dos acervos a serem integrados e mecanismos para garantir que os significados originais dos conteúdos nos sistemas isolados seriam preservados. Como resultados o papel dos modelos conceituais e a investigação das possíveis relações semânticas entre estes acervos são destacados para alcançar a interoperabilidade, bem como o papel, neste contexto, da curadoria digital.

Palavras-Chave: Acervos digitais. Arquivos. Bibliotecas. Museus. Interoperabilidade. Relações semânticas.

Link: http://portaldeperiodicos.eci.ufmg.br/index.php/pci/article/view/2735/1748

Biografia do Autor

Carlos Henrique Marcondes

Professor, mestre e doutor em Ciência da
Informação, pesquisador do CNPq

Publicado
2017-05-29
Seção
Resumos de artigos científicos