Web semântica e ontologias: um estudo sobre construção de axiomas e uso de inferências

Resumo

Introdução: A Web Semântica apresenta tecnologias e conceitos que perpassam por questões como descrição, representação e consultas dos dados. Neste cenário, as ontologias contextualizam as informações, permitindo geração de inferências. A linguagem OWL possui características que facilitam a inserção de lógica nos dados, sendo um elemento essencial para a Web Semântica e o Linked Data. Contudo, questiona-se: como essas inferências podem ser visualizadas e utilizadas na Web Semântica. Objetivo: Analisar os tipos de inferência no contexto das tecnologias da Web Semântica, e consequentemente ao Linked Data. Metodologia: Consistiu-se em duas partes, sendo a primeira um levantamento bibliográfico para discussão do tema, e na segunda um estudo exploratório baseado em provas de conceitos e testes de uso de inferências. Resultados: Identificamos e apresentamos quatro formas de realização de inferências, fazendo testes que comprovem sua aplicação. Conclusões: O uso de inferências em ontologias pode se dar de diversas formas, existindo uma variação na expressividade que os tipos de inferências possuem. Verificamos que as inferências podem agregar lógica às representações dos dados, visto que, a contextualização das informações com o uso de ontologias contém axiomas, aumentando a capacidade representacional das informações ao se utilizar inferências. Destaca-se a linguagem OWL como referência para enriquecimento e inserção de axiomas na construção das ontologias.

Palavras-chave: Web Semântica. Linked Data. Inferências. Ontologias. Sparql.

Link: http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/informacao/article/view/26417/20131

Biografia do Autor

José Eduardo Santarem Segundo, Universidade de São Paulo

Doutor em Ciência da Informação pela Universidade Estadual Paulista (Unesp – Marília). Professor da Universidade de São Paulo (USP). Professor do Programa de Pós-Graduação em
Ciência da Informação da (Unesp-Marília).

Caio Saraiva Coneglian, Universidade Estadual Paulista

Mestrando do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da Universidade Estadual Paulista (Unesp – Marília).

Publicado
2017-05-29
Seção
Resumos de artigos científicos