A formação em ciência de dados: uma análise preliminar do panorama estadunidense

  • Renata Gonçalves Curty Universidade Estadual de Londrina
  • Jucenir Silva Serafim Universidade Estadual de Londrina

Resumo

Introdução: Cientistas de dados têm recebido grande destaque nos últimos anos seguindo as demandas do mundo do trabalho estimuladas pela ciência aberta e pela era big data. Amplamente divulgada em 2008, e agora presente nos mais diferentes setores e aplicações, a terminologia “cientista de dados” foi anunciada em 2012 como a mais atraente e uma das mais bem remuneradas do século XXI, culminando em uma crescente oferta de cursos de formação. Objetivo: Caracterizar e compreender os aspectos formativos do cientista de dados. Metodologia: O artigo relata um recorte de uma pesquisa de levantamento com base na análise preliminar de 93 cursos em ciência de dados ofertados por instituições estadunidenses. Resultados: A análise de conteúdo das informações contidas nos websites dos programas identificados permitiu evidenciar que este profissional é formado para lidar com aspectos relacionados à coleta, tratamento, transformação, análise, visualização e curadoria de grandes e heterogêneas coleções de dados orientadas à resolução de problemas práticos e reais. Conclusão: Foi possível constatar que, de modo geral, a formação em ciência de dados atribui grande ênfase a habilidades estatísticas, matemáticas e computacionais, incluindo programação e modelagem avançada, sendo que muitas destas são prérequisitos para ingresso nestes cursos.

Palavras-chave: Ciência de Dados. Cientista de Dados. Competências Profissionais. Formação Profissional.

Link: http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/informacao/article/view/27945/20195

Biografia do Autor

Renata Gonçalves Curty, Universidade Estadual de Londrina

Philosophy Doctor (PhD) e Master in Philosophy (MPhil) em Information Science and Technology pela School of Information Studies (Syracuse University, NY). Professora do Departamento de Ciência da Informação da UEL.

Jucenir Silva Serafim, Universidade Estadual de Londrina

Mestrando do Programa de Pós-graduação em Ciência da Informação da Universidade Estadual de Londrina

Publicado
2017-05-29
Seção
Resumos de artigos científicos