Colégio invisível, revisão pelos pares e normalização documentária na revista do instituto histórico e geográfico de SãoPaulo

  • Carlos Roberto Massao Hayashi Universidade Federal de São Carlos
  • Camila Carneiro Dias Rigolin Universidade Federal de São Carlos
  • Vera Aparecida Lui Guimarães Universidade Federal de São Carlos
  • Maria Cristina Piumbato Innocentini Hayashi Universidade Federal de São Carlos

Resumo

Introdução: O artigo aborda a revisão pelos pares, o funcionamento do colégio
invisível, o processo editorial (impressão, tiragem, periodicidade, distribuição) e anormalização documentária de um periódico que possui 121 anos de existência: a Revista do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo (RIHGSP).
Objetivo: Analisar aspectos da comunicação científica, da editoração e da
normalização documentária da RIHGSP. Metodologia: Ancorado na perspectiva teórica da Ciência da Informação e da Sociologia da Ciência, o corpus analisado foi composto por 33 artigos publicados na RIHGSP entre 1895 e 2004.
Resultados: O estudo permite compreender como os editores e autores – que faziam parte da intelectualidade paulista e brasileira – e publicavam seus artigos na RIHGSP integravam parte de um colégio invisível no campo dos estudos históricos. Conclusões: Os resultados obtidos podem iluminar futuros estudos sobre periódicos congêneres em busca de semelhanças ou diferenças com relação a esses aspectos.

Palavras-chave: Revista do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo.Colégio
invisível. Revisão pelos pares. Comunicação científica.

Link: http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/informacao/article/view/25555/20726

Biografia do Autor

Carlos Roberto Massao Hayashi, Universidade Federal de São Carlos

Doutor em Educação pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). Docente do Programa de Pós-Graduação em Ciência, Tecnologia e Sociedade da UFSCar (PPGCTS/UFSCar).

Camila Carneiro Dias Rigolin, Universidade Federal de São Carlos

Doutora em Política Científica e Tecnológica pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Docente da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar).

Vera Aparecida Lui Guimarães, Universidade Federal de São Carlos
Doutora em Ciência, Tecnologia e Sociedade pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). Bibliotecário da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar).
Maria Cristina Piumbato Innocentini Hayashi, Universidade Federal de São Carlos

Doutora em Educação pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). Docente do Programa de Pós-Graduação em Ciência, Tecnologia e Sociedade da UFSCar (PPGCTS/UFSCar).

Publicado
2017-05-29
Seção
Resumos de artigos científicos