Aspectos da representação dos imigrantes haitianos no jornal Gazeta do Povo, de Curitiba/PR

  • Myrian Regina Del Vecchio de Lima Universidade Federal do Paraná
  • Otávio Cezarini Ávila Universidade Federal do Paraná
  • Andrea Rosendo da Silva Universidade Federal do Paraná

Resumo

Desde o terremoto de 2010 no Haiti, iniciou-se um fluxo constante de imigração de habitantes do país para o Brasil. Este artigo contempla a análise de matérias publicadas pelo jornal Gazeta do Povo, de Curitiba, PR, sobre a imigração dos haitianos no primeiro semestre de 2014. A escolha da temática se justifica por conta do número considerável destes imigrantes em Curitiba, bem como pelas implicações e contribuições que a investigação pode oferecer para a área de comunicação diante de um cenário global de imigração. O trabalho tem como objetivo fazer uma reflexão sobre a problemática, a identidade dos grupos envolvidos e a comunicação na esfera das migrações e partiu do pressuposto de que a mídia impressa, como forma ainda fundamental de comunicação nas sociedades democráticas, enfatiza o imigrante muito menos como ser cultural, portador de identidade e em busca de cidadania em seus percursos de deslocamento em novos territórios, e muito mais como sujeito apenas econômico. Empiricamente, realizou-se a análise de conteúdo de matérias publicadas para se compreender alguns aspectos da representação construída sobre os haitianos.

Palavras-chave: Comunicação e migração. Migração de haitianos. Cultura e cidadania. Jornal Gazeta do Povo.

Link: http://seer.ufrgs.br/index.php/intexto/article/view/55701

Biografia do Autor

Myrian Regina Del Vecchio de Lima, Universidade Federal do Paraná
Bolsista Capes 2016, para estágio de pós-doutoramento na Université Lyon 2 Lumière, Lyon, França. Jornalista profissional. Bacharel em Direito. Doutora em Meio Ambiente e Desenvolvimento (Universidade Federal do Paraná, 2002).Mestre em Comunicação Social (Universidade Metodista de São Paulo, 1992). Professora permanente e pesquisadora do Departamento de Comunicação, no Programa de Pós-Graduação em Meio Ambiente e Desenvolvimento e no Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Federal do Paraná.
Otávio Cezarini Ávila, Universidade Federal do Paraná
Professor Substituto do Instituto Federal do Paraná (IFPR). Mestre em Comunicação pela Universidade Federal do Paraná (UFPR), linha de Comunicação, educação e formações socioculturais. Graduado em Comunicação Social - Relações Públicas na Universidade Estadual de Londrina (UEL) e especialista em Comunicação Popular e Comunitária (UEL).
Andrea Rosendo da Silva, Universidade Federal do Paraná
Mestranda em Comunicação no Programa de Pós-Graduação em Comunicação Social da Universidade Federal do Paraná (PPGCOM/UFPR). Possui graduação em Geografia pela Universidade Federal do Paraná (2010) e graduação em Bacharel em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade Positivo (2002). É jornalista, pesquisadora nas áreas de Comunicação e Cultura, Educação e Mídias e Educação das Relações Etnicorraciais; integrante do grupo de pesquisa' Comunicação, Educação e Organizações'/ Os Programas de Diversidade Sexual nas Organizações: entre o discurso social e a realidade marginalizada.
Publicado
2017-06-21
Seção
Resumos de artigos científicos