Inclusão digital, controles, vigilâncias e linhas de fuga

  • Karla Saraiva UFRGS

Resumo

O objetivo deste artigo é discutir a noção de inclusão digital a partir da problematização da internet como um campo de lutas, onde se dá tanto a produção do comum pela multidão e a constituição de novos espaços de liberdade, quanto a ação de mecanismos de controle e de vigilância eletrônica que visam privatizar o comum e assujeitar os indivíduos. Sugere-se uma ampliação na noção de inclusão digital, superando um entendimento restrito à disponibilidade de acesso, ao letramento digital e à capacitação para o adequado uso dos recursos e incluindo a instrumentalização dos indivíduos com conhecimentos técnicos sobre o funcionamento da internet. Pretende-se com isso construir uma cidadania digital que possibilite a participação política efetiva na esfera das tecnologias digitais. Indica-se, ainda, a conveniência de realizar essa ação por meio das escolas, deslocando a noção de uma inclusão digital voltada para classes desfavorecidas para algo necessário a todos os alunos.

Palavras-chave: Inclusão digital. Controle. Cidadania. Educação.

Link: http://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/etd/article/view/8644449

Biografia do Autor

Karla Saraiva, UFRGS
Doutora em Educação
Publicado
2017-06-21
Seção
Resumos de artigos científicos