Multiletramentos em Arquivologia: fundamento informacional e acadêmico do Projeto SESA

  • Eliete Correia dos Santos Universidade Estadual da Paraíba Universidade Federal da Paraíba/PROLING

Resumo

O objetivo deste trabalho é apresentar a diretriz multiletramentos acadêmicos da proposta de ensino do Projeto SESA, cujas práticas/atos/atividades devem considerar, no sentido do Círculo Bakhtiniano, duas direções em busca de uma unidade para um ato responsável: a relação ao seu conteúdo e ao seu ser. Trata-se apenas dos fundamentos teóricos de uma das cinco diretrizes desenvolvidas para o ensino, pesquisa e extensão do projeto no curso de Arquivologia que desenvolve ações continuas há dez anos. A responsabilidade primeira deve ser um momento incorporado de uma única responsabilidade moral, atendo-se ao fato de que a relação espaço-tempo do ato está relacionada aos aspectos históricos, sociais e culturais de cada realidade. Conclui-se que o uso da tecnologia, privilegiado da construção do conhecimento, e aprendizado significativo requer dos profissionais novas competências; é preciso garantir o desenvolvimento da autonomia das capacidades e das competências próprias e adquiridas nas quais o acesso e o uso das TICs são uma prioridade, permitindo ao sujeito ser respeitado e reconhecido pelo seu ato, e manifestando nele o estado de ânimo, de desejo, de sentimentos em um ato ativamente responsável, de pertencer a um lugar e ser único; assim, o processo inovador na educação, sua originalidade, não está no extraordinário, mas no novo uso das coisas socialmente e culturalmente conhecidas.

Biografia do Autor

Eliete Correia dos Santos, Universidade Estadual da Paraíba Universidade Federal da Paraíba/PROLING
Doutora em Linguística (PROLING/UFPB/CAPES) e Mestre em Linguagem e Ensino (UFCG). Professora da UEPB/CCBSA/Campus V e atua nas disciplinas de Oficina de Texto I e II. Tem experiência também em Redação Publicitária e Jornalística. Membro dos grupos de pesquisa: Arquivologia e Sociedade, Estudos em Arquivologia e Sociedade – GEAAS, na Univer¬sidade Estadual da Paraíba e do Grupo de Pesquisas em Lin¬guagem, Enunciação e Sociointeracionismo/GPLEI da UFPB e atua na linha de pesquisa: Discurso e Sociedade (UFPB).
Publicado
2017-06-30
Seção
Pesquisas em andamento