Política de indexação e linguagens documentárias nas bibliotecas escolares

  • Vera Lucia Ribeiro Guim Mestranda em Ciência da Informação, Universidade Estadual Paulista (Unesp-Campus Marília)
  • Mariângela Spotti Lopes Fujita Universidade Estadual Paulista (Unesp-Campus Marília)

Resumo

A discussão sobre as linguagens documentárias se apresenta como tema deste trabalho tendo como foco a política de indexação e bibliotecas escolares. O estudo objetiva contextualizar a consistência das linguagens com base nos elementos presentes na política de indexação. Dessa forma, tendo como metodologia a observação participante, verificaram-se as linguagens em duas bibliotecas escolares da rede pública de ensino. Apesar de possuírem o mesmo intuito e o mesmo público alvo, as escolas apresentam diferentes visões segundo seu público usuário. O estudo busca assim contextualizar as bibliotecas escolares e suas linguagens, bem como sua dinamicidade e representação com base nos aportes teóricos da política de indexação e ciência da informação.

Palavras-chave: Linguagens Documentárias. Política de Indexação. Bibliotecas Escolares.

Link: http://www2.marilia.unesp.br/revistas/index.php/bjis/article/view/6164

Biografia do Autor

Vera Lucia Ribeiro Guim, Mestranda em Ciência da Informação, Universidade Estadual Paulista (Unesp-Campus Marília)
Mestranda em Ciência da Informação, Universidade Estadual Paulista (Unesp-Campus Marília)
Mariângela Spotti Lopes Fujita, Universidade Estadual Paulista (Unesp-Campus Marília)
Prof.ª Dr.ª no Departamento de Pós Graduação em Ciência da Informação, Universidade Estadual Paulista (Unesp-Campus Marília)
Publicado
2017-06-21
Seção
Resumos de artigos científicos